Para Dunga, Brasil tem que aprender a 'sofrer' nas Eliminatórias

Para Dunga, Brasil tem que aprender a 'sofrer' nas Eliminatórias

Treinador classifica Chile como 'grande desafio' na estreia

O Estado de S. Paulo

25 de julho de 2015 | 16h34

O sorteio das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, que aconteceu neste sábado em São Petersburgo, na Rússia, definiu a seleção chilena, atual campeã da Copa América, como o primeiro adversário do Brasil, fora de casa. Para Dunga, será um "grande desafio" para a seleção brasileira. "É uma ótima oportunidade, um grande desafio para a seleção brasileira", disse.

O treinador também afirmou logo após o sorteio que o time tem que aprender a sofrer para conseguir um bom resultado nas Eliminatórias, que está sendo considerada uma das mais difíceis de todos os tempos - ColÔmbia, Chile, Argentina têm ótimos times, além de Venezuela, Peru e Bolívia que também têm craques de renome, como Paolo Guerrero e Marcelo Moreno. 

"Para ganhar, as equipes têm que aprender a sofrer porque vão enfrentar adversários tão bons quanto. Nem sempre estaremos no nosso melhor estágio técnico, então será preciso achar outro meio para superar. Tem que saber sofrer, ter a humildade de correr atrás do adversário para recuperar a bola e, quando a tiver, usar o drible do jogador brasileiro, nosso potencial e nossa fantasia", disse o treinador. 

Dunga não poderá contar com Neymar nas duas primeiras partidas da competição, por causa da expulsão do atacante contra a Colômbia na Copa América. Nós gostaríamos de contar com o Neymar, mas a Seleção tem outros 22 jogadores que podem suprir sua ausência. Temos de fazer bons jogos e ganhar para esperar seu retorno", afirmou. 

A estreia do Brasil nas Eliminatórias será em outubro, no Chile. Depois, pela segunda rodada, o time de Dunga recebe a Venezuela em local ainda não definido e pela terceira rodada visita a Argentina. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.