Para encerrar jejum, Ponte busca refúgio em Porto Feliz

Sem vencer há quatro rodadas, a Ponte Preta quer a aproveitar a folga neste meio de semana para reencontrar o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro. Para isso, o time de Campinas buscou refúgio em Porto Feliz, onde faz uma intertemporada que começou nesta terça-feira e vai até a manhã de sexta.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 21h27

Além de melhorar o entrosamento do grupo, o técnico Gilson Kleina espera recuperar a parte física dos jogadores. Nas últimas duas semanas, a Ponte Preta enfrentou uma sequência de cinco jogos. Curiosamente, sua queda de rendimento coincide com a maratona.

A exemplo de Kleina, que tem cobrado a diminuição dos erros individuais, o atacante André Luiz acredita que a semana será boa para corrigir estas falhas. "Vamos tentar melhorar e treinar esta semana porque domingo já temos outro jogo complicado", afirmou.

Para a partida contra o Cruzeiro, neste domingo, em Belo Horizonte, o técnico não contará com o goleiro Edson Bastos e o meia Nikão. Ambos estão lesionados e nem viajaram com o elenco. Após a derrota para o Santos, por 2 a 1, o time campineiro caiu para a décima posição, com 16 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.