Maurizio Degl'Innocenti/EFE
Maurizio Degl'Innocenti/EFE

Para enfrentar umidade de Manaus, Itália treina dentro de sauna

Seleção está fazendo um trabalho especial antes de embarcar para a Copa do Mundo

Jamil Chade - Correspondente, O Estado de S. Paulo

28 de maio de 2014 | 11h17

GENEBRA - Para se preparar para jogar em Manaus, a comissão técnica da seleção da Itália decidiu inovar: colocou os jogadores para treinar dentro de uma sauna e frequentar o local diariamente por alguns minutos. A Itália estreia na Copa do Mundo enfrentando a Inglaterra na capital do Amazonas no dia 14 de junho.

A assessoria de imprensa da seleção italiana confirmou ao Estado que, diante do desafio de atuar em um local com alta taxa de umidade, os médicos e preparadores físicos optaram por colocar o time dentro de uma sauna e pedir que fizessem exercícios leves.

"Estamos trabalhando em uma sauna, o que nos ajudará a estar preparado para as temperaturas de Manaus", declarou Immobile, jogador da Azzura. A Itália se prepara em Florença e uma sauna foi instalada justamente para que os jogadores possam frequentar e se acostumar ao clima da floresta tropical. O local usado ganhou até um apelido: "Casa de Campo Manaus". 

Questionado sobre o que ocorre dentro da sauna, o jogador insistiu que se trata apenas de um treinamento "normal". "O que ocorre dentro da sauna? Nada estranho. Estamos realizando treinos específicos para ajudar", disse.

Há poucos dias, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou que não estava preocupado com a questão do calor nas cidades sedes do Brasil e que "jogadores profissionais atuam em qualquer condição". A Fifa determinou que as partidas poderão sofrer interrupções para que os jogadores possam se hidratar, caso seja necessário.

Os italianos não são os únicos que estão se utilizando de métodos pouco convencionais para enfrentar o calor de Manaus. A Inglaterra está treinando com dois ou três agasalhos sobre cada jogador, também com o objetivo de os colocar "aclimatados" à cidade. A meta, segundo a comissão técnica, é "sentir confortável estando desconfortável". 

No caso da seleção da Suíça, a comissão técnica já planeja deixar garrafas de água disponíveis na beira do campo. Para os médicos do time alpino, a hidratação será fundamental e os suíços estão treinando em uma região do país europeu onde a temperatura não passa dos 15 graus nesta semana. Os suíços enfrentam Honduras em Manaus no dia 25 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.