Daniel Bockwoldt/AFP
Daniel Bockwoldt/AFP

Para evitar 1ª queda, Hamburgo volta a trocar de técnico

Lanterna, equipe nunca foi rebaixada no Campeonato Alemão

Estadão Conteúdo

15 de abril de 2015 | 11h36

Último colocado no Campeonato Alemão, o Hamburgo anunciou nesta quarta-feira a contratação do técnico Bruno Labbadia, em uma tentativa de evitar o seu primeiro rebaixamento na história da competição. O clube assinou um contrato de 15 meses com Labbadia, que jogou pelo Hamburgo no final da década de 1980 e treinou o time na temporada 2009/2010. Assim, a previsão é de que permanecerá no cargo independentemente da divisão que o time irá disputar na próxima temporada.

Labbadia, de 49 anos, assumiu o comando da equipe já no treinamento desta quarta-feira, substituindo o interino Peter Knaebel, que retomou o seu papel de diretor esportivo. Knaebel dirigiu o time em duas derrotas, após a demissão de Joe Zinnbauer, que chegou ao clube em setembro do ano passado, depois da saída de Mirko Slomka. Assim, Labbadia é o quarto técnico do time nesta temporada.

"Nós decidimos dar este passo porque pensamos que a questão do treinador é a mais importante. Nós assinamos com Bruno Labbadia, um treinador com longa experiência na luta contra o rebaixamento", disse o presidente do Hamburgo, Dietmar Beiersdorfer, que tinha descartado uma troca de técnico na segunda-feira.

O Hamburgo é o único membro fundador da Bundesliga - a versão moderna do Campeonato Alemão - que nunca foi rebaixado. Nesse momento, porém, o time está em último lugar no Campeonato Alemão, a seis rodadas do fim, a quatro pontos da primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

Além disso, o clube tem o pior ataque do torneio, com 16 gols marcados em 28 jogos, e não fez nenhum nos últimos cinco compromissos. É sob esse cenário que Labbadia assume o Hamburgo. O seu primeiro compromisso será no próximo domingo, fora de casa, diante do Werder Bremen.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.