Para haitianos, Brasil é o grande favorito na Copa de 2014

Fãs de futebol afirmam, com toda a certeza, que a seleção brasileira será hexacampeã

O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2013 | 17h10

PORTO PRÍNCIPE - De passagem pelo Haiti no fim de semana, a taça da Copa do Mundo atraiu os apaixonados por futebol ao evento promovido pela Fifa, em parceira com a Coca-Cola. Após estreitar os laços com o Haiti desde o Jogo da Paz, em 2004, a seleção brasileira desperta a euforia dos haitianos, que afirmam com propriedade que o Brasil vai ganhar a Copa do Mundo de 2014.

Entre esses apaixonados pelo Brasil, estava o jogador de futebol Mackenson Louis, de 34 anos. Vestindo uma camisa com o nome de Robinho estampado nas costas, Louis declarou que seu ídolo, na verdade, é o ex-craque Ronaldo, e revelou o motivo pelo qual gosta tanto do Brasil: a ajuda que o País presta ao Haiti, conhecido como um dos mais pobres das Américas. "Nunca tive a chance de ir ao Brasil, mas é, sem dúvida, um lugar que eu espero conhecer em breve", afirmou.

No evento da Taça no Haiti também esteve presente um grupo de dança formado apenas por meninas que trajavam roupas típicas do país. Seu repertório de dança vai das danças folclóricas até o jazz. Mesmo sem se apresentar, elas fizeram questão de usar os trajes típicos para visitar a taça. Christina Dorismond, de 13 anos, declarou que o evento é muito grande para os haitianos. "Eu nunca pensei que teria a chance de ver esse troféu", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.