Rubens Chiri/ São Paulo/ 30-9-2018
Rubens Chiri/ São Paulo/ 30-9-2018

Para igualar 1º turno, São Paulo terá de ser quase perfeito em 'finais'

Time só poderá perder três pontos nas 11 rodadas restantes se quiser ao menos 'empatar' desempenhos

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

02 Outubro 2018 | 05h00

O São Paulo fala em disputar 11 finais até o término do Campeonato Brasileiro como forma de se manter incentivado diante dos seguidos tropeços no segundo turno. Mas se quiser repetir a dose da primeira metade da competição, quando somou 41 pontos de 57 possíveis, quase não poderá mais errar daqui em diante.

Em oito partidas do returno, a equipe conquistou apenas 11 de 24 pontos possíveis – 45,8% de aproveitamento, contra 71,9% do primeiro turno. Com 33 pontos ainda em disputa, a conta é simples: para ao menos igualar os 41 da metade inicial do Brasileirão, precisará ganhar mais 30. Ou seja, a margem de erro é de apenas três pontos.

Difícil confiar na frieza dos números diante da queda de desempenho que tirou o time de Diego Aguirre do topo na última rodada e o derrubou para a terceira posição na tabela. Até porque os dois próximos compromissos são realmente finais antecipadas, contra Palmeiras (líder) e Internacional (vice).

"Clássico é um jogo a parte, temos 11 finais a partir de agora, não só o Palmeiras. Temos de fazer nosso dever de casa e sempre somar ponto fora, para conseguirmos o nosso objetivo, que é o título", afirmou o lateral Reinaldo, após o empate (2 a 2) com o Botafogo, no domingo.

Veja os últimos 11 jogos do São Paulo no campeonato:

Palmeiras (casa)

Internacional (fora)

Atlético-PR (casa)

Vitória (fora)

Flamengo (casa)

Corinthians (fora)

Grêmio (casa)

Cruzeiro (casa)

Vasco (fora)

Sport (casa)

Chapecoense (fora)

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.