Para Leandro Damião, gols o ajudarão a se recuperar no Santos

Para Leandro Damião, gols o ajudarão a se recuperar no Santos

"Dedico os gols a eles (torcedores)", disse o atacante após entrar no segundo tempo do jogo do último domingo contra o Botafogo

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

01 de dezembro de 2014 | 20h04

Leandro Damião saiu do time e do noticiário nos últimos jogos em que o Santos ainda tinha possibilidades matemáticas de se classificar para a Copa Libertadores de 2015. A explicação dada pelo treinador Enderson Moreira foi que era necessário preservar o jogador, em razão de sua má fase e de estar sendo muito cobrado. Agora que a equipe joga por jogar, sem objetivo, e os treinos são modorrentos, em clima de férias, Damião ressurgiu, como se para ele o ano estivesse apenas no começo.

"Dedico os gols a eles (torcedores)", disse Leandro Damião, após entrar no segundo tempo do jogo do último domingo contra o Botafogo, na Vila Belmiro, marcar os dois gols da vitória e ter ouvido o seu nome gritado por alguns torcedores no estádio. A vitória não mudou a situação do Santos no Campeonato Brasileiro, mas foi comemorada pela torcida por ter rebaixado o Botafogo à Série B, em uma "vingança" pelos os erros de arbitragem que tiraram o título brasileiro do clube santista e levaram o time carioca a se sagrar campeão em pleno Pacaembu, em 1995.

Leandro Damião também se queixou de ter sido abandonado em alguns momentos, sem indicar se foi no tempo de Oswaldo de Oliveira ou mais recentemente, e de que não foi cumprido o projeto que o clube prometeu para ele ao contratá-lo. O entusiasmo do atacante é justificado porque os gols do domingo puseram fim ao jejum de 12 jogos. A última vez em que fez gol havia sido na vitória por 1 a 0 contra o Bahia, na Vila Belmiro, no dia 9 de outubro, quando o Santos ainda era forte candidato ao título da Copa do Brasil e tinha chance de se classificar para a Libertadores via Brasileirão.

E se Enderson Moreira for mantido como treinador pelo presidente que ganhar a eleição deste sábado, Leandro Damião terá todas as oportunidades para se firmar como titular no Santos de 2015. "É tradição no Santos ter jogadores de frente mais fixos. Vamos pegar os exemplos de Serginho (Chulapa), Alberto, André e Zé Love. São todos jogadores que atuaram mais centralizados. Leandro se encaixa nesse perfil e pode perfeitamente fazer parte de um time leve e de toque de bola como o atual. O que Damião precisa é tirar lições de tudo o que passou neste ano para buscar uma nova etapa na sua carreira na próxima temporada. Bom profissional e bom jogador ele é", disse o treinador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCLeandro Damião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.