Para Léo, título tem sabor especial

Para o atacante Léo, a conquista da Copa do Brasil teve um sabor especial. "Cresci aqui. Era um sonho andar em cima do carro de bombeiros, no mesmo lugar onde há pouco tempo, costumava comemorar os títulos do Corinthians quando torcedor". O jogador lembra, com emoção, quando viu os pais na avenida. "Na hora que eu vi os meus pais na avenida, comemorando, não consegui segurar o choro". Léo destaca a amizade do grupo dentro e fora do campo e o trabalho do técnico Wagner Mancini, como fatores importantes para a conquista do título. "Aqui no Paulista, nós jogadores somos muito unidos, a ponto de cada um conhecer a família do outro". Para ele, Wagner Mancini atua como o 12º jogador. "É um treinador muito aberto ao diálogo e sabe o que se passa nas cabeças dos jogadores, o que o fez ser o 12º jogador da equipe". O meia Cristian, um dos destaques da equipe, também elogiou o trabalho no técnico. ?Ele nos deu total liberdade dentro de campo e assumiu a bronca?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.