Heuler Andrey/Mowa Press
Heuler Andrey/Mowa Press

Para Luiz Gustavo, não há desculpas e ganhar terça-feira é 'obrigação'

Volante diz que seleção tem de superar tudo contra a Venezuela

Almir Leite, Enviado especial a Fortaleza, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2015 | 17h27

O volante Luiz Gustavo considera que o Brasil não tem outra alternativa na partida de terça-feira com a Venezuela, pelas Eliminatórias da Copa de 2018, senão a de ganhar. Depois do tropeço na estreia, ele entende que não se deve perder tempo encontrando argumentos para as dificuldades que poderáo aparecer na primeira partida da seleção em casa.

"Não  podemos fugir da nossa responsabilidade. Temos de ganhar  é esse o nosso objetivo. Não tem de falar que vai jogar para tentar fazer isso ou aquilo. Temos de ganhar'', disse Luiz Gustavo na tarde deste sábado em Fortaleza, antes do treinamento da seleção no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

Para o jogador do Wolfsburg, na terça-feira a seleção precisará superar todas as adversidades, como o calor e possível retranca do adversário. Mesmo assim, ele voltou a usar o discurso de que o futebol evoluiu  e, com isso, a dificuldade aumenta contra todos os adversários.

O volante considera que a derrota para o Chile aumenta a dificuldade para a seleção brasileira e admite que traz desconfiança da torcida - principalmente porque nos últimos anos a equipe vem decepcionando em momentos importantes.

"Nós temos de ser humildes e reconhecer que a torcida tem desilusão e insafistação com a seleção em geral, mas também temos convicção de que somos capazes de dar um novo rumo a essa camisa'', disse. "Só vamos conseguir isso passo a passo, com união.''

A seleção volta a treinar na tarde deste domingo. A atividade está marcada para o Presidente Vargas, mas existe a possibilidade de ser transferida para o Castelão.

Contra a Venezuela, o Brasil não terá com certeza o zagueiro David Luiz. Ele contundiu-se no joelho esquerdo durante o jogo com o Chile e foi cortado na manhã deste sábado. O goleiro Marcelo Grohe, com contusão no ombro esquerdo, também foi desconvocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.