Para Magrão, erro no planejamento fez Corinthians fracassar

Um dia após o Corinthians perder o clássico para o Santos (2 a 1) e praticamente ter dado adeus às chances de classificação às semifinais do Campeonato Paulista, o volante Magrão pediu, nesta quinta-feira, à diretoria do clube do Parque São Jorge que faça um melhor planejamento para não voltar a dar vexame no Brasileirão. Segundo o atleta, o êxodo de jogadores durante o torneio prejudicou o entrosamento e o desempenho do time."Você encontrava alguém aqui no clube e ele falava que estava fazendo o último jogo. Faltou planejamento. Temos que começar o Campeonato Brasileiro com 28 ou 30 jogadores e terminar com estes mesmos jogadores. Não dá para ficar saindo um por dia", analisou Magrão.Somente em três meses de temporada, o time alvinegro perdeu cerca de seis importantes jogadores: os atacantes Jaílson e Christian, os laterais César e Gustavo Nery, o meia Élton e o zagueiro Marquinhos. "A foto do primeiro jogo do campeonato é totalmente diferente da que vai terminar. Não é uma crítica à diretoria, mas, pô, coloca uma multa bem alta para evitar que os caras saiam no meio do campeonato", comentou. "O artilheiro do Corinthians no Paulista já está no Internacional há muito tempo", disse, lembrando a rápida passagem de Christian antes de se transferir ao time gaúcho - o jogador anotou cinco gols no Paulistão, assim como Roger.Assim como o treinador Emerson Leão, o volante reclamou da falta de entrosamento. "Aqui não conseguimos repetir o mesmo time nunca. Jogo há muito tempo com o [Marcelo] Mattos. Já sei como ele joga e isto facilidade. Seria muito bom se isto acontecesse com o restante do time", discursou.Com pouquíssimas chances de garantir vaga nas semifinais, Magrão disse que os demais jogadores não podem ficar abalados, pois o Corinthians ainda está disputando a Copa do Brasil. ?Mesmo em uma situação ruim, ninguém pode dizer que o Corinthians não é favorito aos títulos. É uma camisa muito forte?, comentou. ?Temos que fazer muito mais do que fizemos no Paulista, que, mesmo tendo um nível mais baixo em relação ao Brasileiro, nós não conseguimos ficar entre os quatro primeiros.?Apesar do desabafo, o camisa 11 pode deixar o Corinthians antes do término do primeiro turno do Nacional, uma vez que seu empréstimo encerra-se no dia 31 de agosto - seu vínculo pertence ao Yokohama. "Quero ficar, mas eles [japoneses] não querem me liberar para um novo empréstimo. Eles querem meu retorno, mas vamos ver como vai ficar. Mas a torcida pode ficar tranqüila, porque não vou jogar o Brasileiro por outro clube se não for pelo Corinthians."No Estadual, os corintianos ocupam a 10.ª colocação com 24 pontos, seis atrás do São Caetano, que está na zona de classificação à próxima fase. O time de Leão ainda fará mais três jogos na competição. O próximo acontece no sábado, diante do Sertãozinho, no Pacaembu - depois pega América, em casa, e o Santo André, no ABC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.