Para Mano Menezes, 'faltou tudo' ao Corinthians em goleada

Técnico vê derrota diante do Santos como divisor de águas no caminho do time

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

30 de janeiro de 2014 | 05h07

SANTOS - O técnico Mano Menezes afirmou que "faltou tudo" ao Corinthians na goleada sofrida para o Santos por 5 a 1, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 4ª rodada do Campeonato Paulista. "Faltou tudo. Quando você perde por 5 a 1 um clássico como esse é porque fizemos quase tudo ruim e o rival quase tudo bem. Mas é inadmissível para uma equipe do nosso porte, mas aconteceu."

Mano Menezes, que citou o placar de 5 a 1 pelo menos cinco vezes na entrevista, mostrou serenidade ao responder às perguntas dos jornalistas. Ele não criticou diretamente nenhum atleta, nem mesmo o lateral-direito Diego Macedo, que teve atuação desastrosa na marcação. "O mais importante é que todos assumam suas responsabilidades e a gente encontre o caminho que perdemos. Que esse jogo seja um divisor de águas no caminho que construímos", disse.

Mano Menezes concedeu a primeira parte da entrevista coletiva ainda no gramado da Vila Belmiro. Um dos motivos é que o vestiário dos visitantes é pequeno demais e, por causa do calor, ficaria inviável atender a todos os jornalistas ao mesmo tempo.

Enquanto falava apenas para os canais de televisão, o técnico deu entrevista com um som de fundo nada agradável: as cobranças das torcidas organizadas do Corinthians, que ainda estavam no estádio devido ao esquema de segurança no estádio. "Ou joga por amor, ou por terror!" e "Não é mole, não, tem de ser homem para jogar do Coringão" foram alguns dos gritos entoados pela torcida alvinegra.

O barulho foi tanto que depois de falar com os jornalistas de televisão, Mano atendeu outros profissionais de imprensa nos acanhado vestiário de imprensa da Vila Belmiro."O torcedor tem todo o direito de reclamar", afirmou. Mano sabe que a cobrança será forte, principalmente se o Corinthians não vencer a Ponte Preta, em Campinas, no jogo da quinta rodada do Paulistão. Com o resultado desta quarta, o time soma duas derrotas consecutivas.

"Acredito mais em futebol do que em questão emocional. Futebol bem jogado resolve, e não jogamos bem, ficamos muito aquém. O Corinthians não pode perder jogos consecutivos. Sabemos da história do clube e o que pode atrapalhar. Precisamos responder no domingo, estando o mais lúcido possível."

Após um resultado péssimo como esse, é quase certo que Mano promova alguma mudança no esquema tático do time. A primeira e certa é a entrada de Fagner na lateral-direita no lugar de Diego Macedo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansMano Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.