TV ESTADÃO | 09.08
TV ESTADÃO | 09.08

Para manter o objetivo, Palmeiras precisa reagir contra Coritiba

Equipes vivem momentos bem diferentes no Brasileirão

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2015 | 06h59

Duas derrotas seguidas e a desconfiança voltou a rondar o elenco do Palmeiras. Não como antes, mas há sim uma certa desconfiança do torcedor. Para reencontrar a paz e se manter na briga entre os quatro primeiros do Brasileirão, como defende o técnico Marcelo Oliveira, a equipe enfrenta nesta quarta-feira, às 19h30, o Coritiba no Couto Pereira, pensando em somar pontos. Se o time paulista não quer se distanciar da parte de cima da tabela, da mesma forma os paranaenses precisam dos três pontos e de uma reabilitação para deixar a zona de rebaixamento.

O Palmeiras começa a rodada com 28 pontos, dois de distância do G-4. O Coritiba, com apenas 12 na disputa, precisa tirar uma diferença de oito para sair da Z-4. A discrepância de 16 pontos na tabela não são suficientes para os palmeirenses darem a situação como favas contadas, afinal, o time terá problemas para o jogo em Curitiba. O Palmeiras procura um substituto para o volante Gabriel, que sofreu grave lesão e só volta aos gramados no ano que vem. Diante do Cruzeiro, Marcelo Oliveira testou Amaral e não gostou. Por isso, pode mexer no esquema tático e colocar Cleiton Xavier. Assim, Arouca ficaria como primeiro volante, Robinho seria recuado para a marcação e Cleiton ficaria na criação das jogadas. Ele e Robinho poderiam trocar de funções ao longo do jogo.

O lateral-direito Lucas e o zagueiro Victor Ramos estão suspensos. Na zaga, Jackson e Victor Hugo disputam posição, sendo o primeiro o mais cotado para atuar. Já na lateral, o treinador vive um dilema: improvisa o zagueiro Nathan ou aposta no garoto Taylor, de apenas 20 anos, que treina com o time profissional há apenas uma semana e nunca ficou sequer no banco de reservas. 

No ataque, Barrios continua fora, com dores na panturrilha direita. Leandro Pereira foi o titular diante do Cruzeiro, mas pode perder posição para Alecsandro. Pela diferença de pontos e objetivos no campeonato, os palmeirenses não ficam com falsa modéstia e mesmo jogando fora de casa admitem o favoritismo. "Sabemos de toda a expectativa do torcedor, que quer ver o time na briga pelo título. Pelo elenco que temos, pela cobrança, temos de brigar lá em cima. Já são duas derrotas seguidas, e uma vitória em Curitiba é uma obrigação dentro desse cenário todo", disse Alecsandro.

No Coritiba, o técnico Ney Franco balança no cargo por causa dos péssimos resultados. Uma nova derrota pode causar sua demissão. Para piorar a situação, ele tem problemas para escalar sua equipe. O volante Fabrício sofreu lesão na coxa esquerda e não joga. Marcos Aurélio, Kleber Gladiador e Keirrison continuam machucados. O volante Cáceres e o lateral-esquerdo Carlinhos podem voltar. Ambos estão recuperados de lesão. O meia Ruy, que acusou dores nas costas após a derrota para o Santos, será reavaliado, mas a tendência é que jogue.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS: Fernando Prass; Nathan, Jackson, Leandro Almeida e Egídio; Arouca, Robinho, Cleiton Xavier, Rafael Marques e Dudu; Alecsandro

Técnico: Marcelo Oliveira

CORITIBA: Wilson, Juan, Leandro Silva, Rafael Marques e Juninho; João Paulo, Alan Santos, Ruy (Cáceres) e Evandro; Rafhael Lucas e Henrique Almeida (Negueba)

Técnico: Ney Franco

JUIZ: Pericles Bassols Pegado Cortez (RJ)

LOCAL: Couto Pereira, em Curitiba

HORA: 19h30

LANCES DO ÚLTIMO JOGO DO PALMEIRAS


Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirãoCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.