Andy Rain/EFE
Andy Rain/EFE

Para manter tradição, presidente da Itália vai a Wembley na final da Eurocopa

Sergio Mattarella vai ser submetido a alguns procedimentos de saúde para evitar a contaminação e disseminação do coronavírus

Redação, Estadão Conteúdo

08 de julho de 2021 | 09h20

Sergio Mattarella, presidente da República Italiana, confirmou sua presença na final da Eurocopa, domingo, em Wembley, quando a Azurra vai enfrentar a Inglaterra na busca pelo segundo título europeu. Antes, o chefe de estado vai ser submetido a alguns procedimentos de saúde para evitar a contaminação e disseminação do coronavírus.

Mattarella vai manter a longa tradição de que a seleção italiana de futebol sempre é acompanhada nas decisões pela presença de seu presidente. Foi assim nas últimas disputas internacionais com Sandro Pertini (1982), Carlo Azeglio Ciampi (2000) e Giorgio Napolitano (2006).

Pertini representou a Itália no estádio Santiago Bernabéu, em 1982, quando a equipe de Enzo Bearzot derrotou a Alemanha na final e conquistou a terceira de suas quatro Copas do Mundo. Ciampi acompanhou a Itália na final do Campeonato Europeu na Bélgica/Holanda 2000, quando os italianos perderam para a França no 'gol de ouro'. Já Napolitano esteve em Berlim para a final do Mundial de 2006, na vitória sobre a França nos pênaltis.

Campeã em 1968, a Itália vai tentar o segundo título europeu, diante da Inglaterra, que não conquista uma taça relevante desde 1966, quando se sagrou campeã mundial diante da Alemanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.