Para Marin, seleção brasileira já 'cumpriu seu papel'

Seja qual for o resultado da final deste domingo entre Brasil e Espanha, a partir das 19 horas, no Maracanã, a seleção brasileira já "cumpriu seu papel" e "reconquistou" a torcida. A avaliação é do presidente da CBF, José Maria Marin. Em declarações ao jornal "O Estado de S. Paulo", o cartola, que está sob forte pressão no cargo, deixou claro sua satisfação com o time do técnico Luiz Felipe Scolari e com o desempenho na Copa das Confederações.

JAMIL CHADE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 12h28

"A realidade é que a seleção cumpriu já o seu papel", declarou Marin. "Chegar à final da forma que a seleção chegou já valeu a pena", insistiu o presidente da CBF, que também acumula a presidência do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo.

Marin já vinha dizendo que a permanência de Felipão como técnico da seleção não dependeria da campanha na Copa das Confederações, assegurando sua continuidade até mesmo depois da Copa do Mundo de 2014. "Enquanto eu for presidente da CBF, Felipão é o técnico", disse.

O cartola, questionado por muitos e isolado pelo governo federal, faz questão de se apoiar no sucesso da seleção para tentar dar uma imagem de que sua situação é confortável na presidência da CBF. "A torcida está reconquistada e está empolgada com o time", avaliou.

Na manhã deste domingo, a sede da CBF no Rio foi ocupada por alguns instantes por manifestantes. Mas, antes da própria polícia chegar, o grupo já deixou o local, alegando que seu objetivo havia sido cumprido.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa das ConfederaçõesfutebolMarin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.