Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Para médico, Ronaldinho tem boas chances de jogar o Mundial de Clubes

Rodrigo Lasmar considera concreta esperança de o Atlético-MG contar com o meia em dezembro

AE, Agência Estado

15 de outubro de 2013 | 19h05

BELO HORIZONTE - Ronaldinho Gaúcho tem boas chances de defender o Atlético Mineiro no Mundial de Clubes, em dezembro, afirmou o médico Rodrigo Lasmar, nesta terça-feira. Para o profissional do departamento médico atleticano, o meia está exibindo "melhora muito importante" e tem "expectativa cada vez mais forte e concreta" de disputar a competição organizada pela Fifa.  "Temos a expectativa cada vez mais forte e concreta de ter o Ronaldo à disposição para o Mundial", disse o médico, que tentou manter a cautela. "A expectativa é que, na semana que vem, ele inicie trabalho de corrida, o que não significa que ele está pronto. Tem, ainda, uma sequência longa de treinamento, uma rotina de tratamento a ser cumprida, mas a recuperação vem acontecendo dentro do melhor cenário que a gente imaginava".

Sem entrar em detalhes, Lasmar revelou que Ronaldinho não sofre mais com dores na coxa. "O Ronaldo, até agora, teve uma melhora muito importante. Está praticamente sem dor e já iniciou trabalho progressivo de reforço muscular, ainda leve", informou. Lasmar revelou também que o atacante Guilherme já está recuperado de um estiramento na coxa esquerda e iniciará a transição para a preparação física. Já o meia Dátolo e os zagueiros Gilberto Silva e Réver devem esperar um pouco mais para serem liberados.

"Eles estão evoluindo bem. A gente não tem como falar o dia que estarão à disposição, mas a evolução vem sendo constante, a melhora consistente e acredito que, dentro em breve, o departamento médico ficará mais vazio", afirmou o médico do Atlético.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGRonaldinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.