Jorgen Dan Lopez/Reuters
Jorgen Dan Lopez/Reuters

Para Messi, superar marca de Maradona 'foi o de menos'

Atacante do Barcelona é o segundo maior artilheiro da seleção argentina

AE, Agência Estado

15 de junho de 2013 | 11h40

CIDADE DA GUATEMALA - Lionel Messi marcou três vezes na goleada da Argentina sobre a Guatemala por 4 a 0, em amistoso realizado na última sexta-feira, e ultrapassou Diego Maradona entre os maiores artilheiros da história da seleção. Ele chegou aos 35 gols, contra 34 do ex-jogador, se igualando a Crespo na segunda colocação, atrás de Batistuta, que tem 56 gols.

Apesar da marca expressiva e de ultrapassar aquele que é considerado o melhor jogador argentino da história, Messi minimizou. "O recorde é o de menos. A ideia era terminar bem esse amistoso. Nunca é fácil vir para um amistoso aqui (Guatemala), ainda mais com a proximidade das férias, que todo mundo deseja", declarou.

Messi garantiu que sua principal preocupação agora é garantir a Argentina na Copa do Mundo do ano que vem, que acontecerá no Brasil. A seleção está na liderança das Eliminatórias Sul-Americanas, com 26 pontos, e pode confirmar a vaga já na próxima rodada. Para o jogador do Barcelona, "quanto antes melhor".

"Sabemos como são as Eliminatórias, o que nos custou em outros anos. Estamos perto, quanto antes melhor para começar a preparação para o Mundial. Faz tempo que vínhamos fazendo as coisas bem, mantendo resultados muito importantes, jogando bem", afirmou o jogador.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolArgentinaLionel Messi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.