Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Para não sair da equipe, Gabriel aceita mudar de posição no Palmeiras

Volante minimiza o fato de ser o único volante titular, espera por Arouca e diz que pode mudar suas funções para se manter no time

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2015 | 16h13

A concorrência por uma vaga na equipe do Palmeiras, que deve ser ainda mais acirrada com a estreia de Arouca, faz com que o volante Gabriel admita a possibilidade de mudar de função para se manter entre os 11 do técnico Oswaldo de Oliveira. O jogador, que tem se destacado como primeiro volante, afirma que pode atuar mais avançado caso o treinador entenda achar necessário.

"O importante é estar jogando. Tenho facilidade para fazer o primeiro volante, sozinho na marcação ou com dois (volantes). Já joguei assim com o Oswaldo (no Botafogo). Ele já me conhece e sabe das minhas características. E lógico que os jogadores estão ajudando na marcação", explicou o jogador.

No esquema atual adotado por Oswaldo, Gabriel é o único volante de origem titular. Robinho tem atuado improvisado como segundo volante e com a provável entrada de Arouca na equipe, o meia deve voltar para sua posição e Alan Patrick ou Allione perderão lugar.

Embora seja o único volante, Gabriel não é obrigado a ficar apenas na marcação. Ele tem liberdade para jogar mais solto. "Essa responsabilidade de marcar não é só minha, mas de todos. Eu também tenho responsabilidade de fazer o time jogar, não sou aquele jogador que só marca. O Oswaldo dá liberdade para chegar na frente também", explicou o volante.

O Palmeiras volta a campo no sábado, para enfrentar o Capivariano, no Allianz Parque. Oswaldo de Oliveira confirmou que Arouca vai jogar, mas não quis adiantar quem sairá para sua entrada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.