Para Ney Franco, Flamengo passou pelo teste mais difícil

Apesar das dificuldades enfrentadas com a altitude da Bolívia, o Flamengo empatou com o Real Potosí na quarta-feira, em sua estréia da Libertadores. E os jogadores receberam inúmeros elogios do técnico Ney Franco.?Nesta primeira fase foi o jogo mais difícil. Teremos ainda que pegar o Paraná e uma equipe da Venezuela [Unión Maracaibo], que também são fortes, mas como o Potosí, acho difícil?, disse o técnico do Flamengo, que já está pensando no confronto de sábado, contra o Madureira, pela última rodada da primeira fase da Taça Guanabara.O meia Renato Augusto foi um dos jogadores do Flamengo que passou mal durante o jogo na cidade de Potosí, que fica a quase quatro mil de altitude. Para piorar, ele ainda levou uma bolada no nariz no segundo tempo. ?Depois da bolada ficou ainda mais complicado para conseguir respirar. Fiquei tonto, mas continuei em campo e lutei até o fim porque nossa equipe já havia feito as três substituições e sabia o que a partida representava para o clube?, afirmou Renato Augusto. ?Apesar das dificuldades de jogar na altitude serem amplamente divulgadas, só quem vive essa experiência pode falar exatamente sobre os efeitos causados. É realmente muito desgastante. Para piorar, meu nariz ainda está inchado.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.