Para o Coritiba, jogo vale seis pontos

O jogo de amanhã, às 16 horas, contra o Corinthians, no Pacaembu, está sendo considerado fundamental nas pretensões do Coritiba de ainda conseguir uma vaga para a Copa Libertadores da América. Com 49 pontos, o time está na 11ª colocação, uma abaixo do adversário deste sábado, que tem 53 pontos. Não será possível ultrapassá-lo, mas é o que se costuma chamar de "jogo de seis pontos". "Ninguém jogou a toalha ainda", garantiu o atacante Tuta. "O jogo é fundamental e espero que consigamos embalar com uma vitória." O otimismo dos jogadores foi reforçado com a absolvição do atacante Aristizábal, em razão da expulsão contra o Grêmio, no mesmo dia em que ele voltava aos treinamentos, recuperado de um estiramento muscular em menos de 10 dias, quando o normal seriam 15 dias. "Sem dores dá mais confiança", acentuou o atleta. Para o técnico Antônio Lopes, o reforço é considerável. "É um jogador excepcional. Todas as vezes em que entrou no time foi muito importante para a gente." Mas Lopes ainda não confirmou se o jogador começa a partida ou se permanece no banco para ser aproveitado no segundo tempo. O treinador também manteve segredo sobre quem será escalado no meio-de-campo, em função da suspensão de Capixaba. Independente de quem entre - Ricardinho ou Alexandre Fávaro -, taticamente os jogadores deverão sentir a diferença, em razão da movimentação e das opções de jogadas que Capixaba permite quando está em campo. "Ainda vou ver alguns teipes do Corinthians para me definir", desconversou o técnico. Com o lateral-direito Jucemar também suspenso, Rafinha está confirmado no time. Para o goleiro Fernando, os resultados dos jogos do Corinthians, em que o 1 a 0 é mais comum, mostra um time com um sistema de marcação muito forte. "Jogando em casa e na reta final da competição vai ter que se abrir e buscar o resultado", acredita. Por isso, não é de estranhar se o técnico Antônio Lopes optar por um time mais ofensivo com Tuta, Alemão e Aristizábal na frente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.