Para o Flu, vaga é questão de honra

O Fluminense vai enfrentar o Paraná neste sábado, às 18h10, no estádio Pinheirão, em Curitiba, de olho em uma vaga na Copa Sul-Americana, que classifica o campeão e os times posicionados do 5º até o 9º lugar no Campeonato Brasileiro. Para alcançar o objetivo já nesta rodada, o time carioca tem de sair de campo com os três pontos e torcer para o Figueirense não vencer o Juventude, domingo, em Santa Catarina."É uma questão de honra para o clube. É a última chance da equipe neste ano. Por isso, o grupo trabalhou forte e quer premiar a torcida com a classificação para uma competição internacional neste fim de temporada", declarou o técnico Alexandre Gama, que fez uma reunião com os jogadores antes de iniciar o treinar desta sexta-feira nas Laranjeiras.Em pauta, a obrigação do Fluminense de se concentrar apenas no Paraná, que não tem mais nenhuma pretensão na competição, e esquecer os problemas corriqueiros de relacionamento entre os jogadores. Na quinta-feira, por exemplo, Edmundo e Tinoco trocaram empurrões e por pouco não se agrediram. "Isso faz parte no futebol. Eles estão bem e não há nenhum problema", garantiu Alexandre Gama.O meia Ramon, que cresceu de produção após a saída de Roger, disse estar motivado para buscar "uma importante" vitória fora de casa. Na avaliação do jogador, que conviveu nesta temporada com sucessivas contusões, o ano pode terminar bem se o Fluminense conseguir uma vaga na Copa Sul-Americana."Estou bem fisicamente e fico um pouco chateado por não ter correspondido às expectativas da torcida. Mas, apesar do período difícil, as coisas estão acontecendo bem neste fim de ano", afirmou Ramon, que planeja permanecer no clube na próxima temporada.Alexandre Gama manteve Alessandro ao lado de Edmundo no ataque. O lateral-esquerdo Mineiro se recuperou de contusão e vai iniciar a partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.