Para partida em Dortmund, Klinsmann convoca meia local

O técnico da seleção alemã, Jürgen Klinsmann, anunciou nesta terça-feira a lista dos 23 jogadores convocados para o amistoso, que virou decisivo por causa dos acontecimentos dos últimos dias, contra os Estados Unidos, em Dortmund, no próximo dia 22. Como no Brasil, onde, desde 1950, alguns técnicos costumam chamar um jogador do time da casa para ganhar a torcida, Klinsmann näo perdeu tempo. A grande surpresa da lista do treinador é o nome de Sebastien Kehl, meia defensivo do Borussia Dortmund, que volta à seleção após dois anos afastado da equipe.Os críticos de Klinsmann alegam que o ex-jogador convocou Kehl para acalmar os ânimos em Dortmund, depois da dispensa do zagueiro Christian Wörns, também do Borussia, que criticou o trabalho do treinador. Apesar das acusações, Klinsmann rejeitou qualquer insinuação. "Esta decisão näo tem nada a ver com o local do jogo e sim como uma seqüência lógica da atuação de Kehl nas últimas semanas", defendeu-se o treinador.Além de Kehl, a lista näo traz muitas surpresas. A outra novidade é o zagueiro Manuel Friedrich, do Mainz, equipe com uma boa campanha na Bundesliga. É a primeira vez que Friedrich é chamado para a seleção. ?A convocação é um sinal de que concretizamos cada vez mais nosso plano de trabalho para o Mundial?, revelou Klinsmann.O treinador já decidiu que Oliver Kahn volta ao gol da equipe contra os EUA no lugar de Jens Lehmann, no já conhecido rodízio de goleiros criado por Klinsmann.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.