JF Diorio / Estadão Conteúdo
JF Diorio / Estadão Conteúdo

Para Pratto, São Paulo ganha em todos os aspectos com estreia de Hernanes

Reforço vai atuar pela primeira vez no sábado diante do Botafogo, no Engenhão

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2017 | 15h42

Em 16 rodadas, o São Paulo só somou um ponto como visitante no Campeonato Brasileiro. Foi no empate por 0 a 0 diante do Sport. Esta é uma das razões da fraca campanha que levou o time a ocupar a zona de rebaixamento nas últimas seis rodadas. Para o atacante Lucas Pratto, a partida diante do Botafogo, neste sábado, no Engenhão, é fundamental.

“Sábado é o jogo mais importante para nós. Para qualquer time é ruim ter somado apenas um ponto como visitante. Para o São Paulo, é pior ainda. Para nós é importante para manter os últimos resultados. É um jogo chave”, afirmou o atacante em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira no CT da Barra Funda.

O argentino também comentou a estreia de Hernanes, confirmada para sábado. "O São Paulo ganha em todos os aspectos: emocional e experiência. E as coisas que todos sabem, do jogador que ele é. Que jogou em time grande, ganhou tudo aqui”, elogiou o artilheiro do São Paulo, ao lado do reserva Gilberto, com 12 gols.

Pratto prevê muitas dificuldades diante do rival que superou o Atlético Mineiro por 3 a 0 e avançou às semifinais da Copa do Brasil. Mas já indicou um caminho para a vitória: o lado esquerdo. "Assisti um jogo deles, sobretudo o de ontem (quarta-feira). Eles vão jogar em casa e vão precisar buscar a vitória. Por mais que sejam organizados, deixam mais espaços em casa do que como visitante. Eles deixam algumas brechas pelas laterais, sobretudo o lado esquerdo. A maioria das melhores jogadas do Atlético-MG começou pelo lado esquerdo deles. Dá para infiltrar boas bolas na defesa”, afirmou Lucas Pratto.

Para o atacante, os jogadores do São Paulo, principalmente do meio para a frente, precisam estar mais próximos. “Precisamos ficar mais perto. Que os jogadores, quando eu estiver na área, também fiquem perto do gol, dentro da área. O nosso gol contra o Grêmio tinha três, quatro jogadores na área. O treinador tem consciência disso. Ontem mesmo fizemos um trabalho de aproximação e finalização”, finalizou Pratto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.