Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Para preservar gramado da Arena do Grêmio, Brasil e Paraguai mudam local de treinos

Equipes marcam treino de véspera para outros locais, para evitar desgaste do campo do jogo

Ciro Campos, enviado especial a Porto Alegre, O Estado de S. Paulo

25 de junho de 2019 | 18h51

O gramado em estado ruim da Arena do Grêmio fez as seleções de Brasil e de Paraguai montarem uma programação diferente para a véspera da partida pelas quartas de final da Copa América, na próxima quinta-feira. Em vez da habitual atividade final ser no local do jogo, até para os times realizarem o reconhecimento do local, desta vez o trabalho será realizado em outro local.

O Brasil vai fechar a preparação em um trabalho no CT do Grêmio, enquanto o Paraguai vai usar o CT do Inter. As duas equipes apenas terão de ir ao local da partida para o protocolo obrigatório das entrevistas coletivas oficiais de véspera. Os técnico Tite e Eduardo Berizzo, mais um atleta de cada equipe, estão convocados para atender as perguntas dos jornalistas.

A conservação do campo da Arena do Grêmio fez o técnico Tite e o coordenador de seleções Edu Gaspar irem ao local na manhã de segunda-feira fazer uma vistoria. Após a Argentina jogar no estádio e o meia Lionel Messi reclamar da qualidade, a CBF decidiu acompanhar os trabalhos de recuperação, por entender que um piso bem cuidado favorece o toque de bola e o bom desempenho da seleção brasileira.

Para complicar a situação do gramado, o tempo está ruim em Porto Alegre. A partir da tarde desta terça-feira começou a chover forte na capital gaúcha, com a vinda de uma frente fria que vai fazer temperatura despencar. A previsão do tempo é de os termômetros marcarem no máximo 15ºC nesta quarta-feira. No dia do jogo, quinta-feira, a situação deve estar parecida.

Quem avançar do confronto entre Brasil e Paraguai, pela Copa América, terá pela frente na semifinal da Copa América, em Belo Horizonte, o vencedor da partida entre Venezuela e Argentina. As duas equipes jogam no Maracanã na tarde de sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.