Para Ricardinho, detalhes decidem jogo

O Corinthians pertence ao passado de Ricardinho, jogador que se consagrou no Parque São Jorge e que atualmente não esconde a satisfação de jogar pelo Santos, o maior rival de seu ex-time. Ele não gosta de falar dos tempos passados, prefere se concentrar no clássico, que pode ser decidido nos detalhes. "Estamos preparados para que os detalhes do clássico possam nos favorecer", disse ele, lembrando que "o Santos já disputou vários clássicos este ano, temos o título como objetivo e a equipe está pronta para essa disputa".Ricardinho acha que é preciso estar atento em todos os detalhes. "É uma bola parada, o posicionamento correto no contra-ataque do adversário, não perder jogador durante a partida, o que é um risco dos clássicos, que sempre mexem com os torcedores e jogadores". Por conta desse nervosismo natural, ele acha que é preciso tomar muito cuidado. "O jogador não pode perder a cabeça e deixar a equipe com um jogador a menos".Esses detalhes como as jogadas de bola parada e o posicionamento para evitar o contra-ataque tem duas mãos, na opinião de Ricardinho. "Temos de estar atentos para aproveitar os descuidos do adversário pois alguns detalhes podem construir o resultado".Pela situação que está no campeonato, disputando a liderança com o Atlético-PR com a desvantagem de três pontos, Ricardinho entende que o Santos não precisa vencer só o clássico: "em casa ou fora de casa, o time tem de vencer sempre para chegar ao título, que é nossa ambição".O meia nem quer pensar no gol que marcou no final da partida e que tirou o Santos da disputa do título Paulista em 2001. "Já se passaram três anos, já falei muito sobre isso e não gostaria de falar mais, pois esse clássico é mais atual". Até mesmo a torcida não pensa mais nessa jogada fatal e recebeu o ex-corintiano em paz, satisfeita com o futebol do jogador. "Estou no mesmo nível que tinha quando estava no Corinthians", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.