JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Para Ricardo Gomes, problema do São Paulo é 'falta de confiança'

Técnico vê maus momentos na temporada como decisivos para insegurança dos jogadores

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

25 de agosto de 2016 | 09h22

A eliminação na semifinal da Libertadores e o início ruim no Campeonato Brasileiro tiraram a confiança dos jogadores do São Paulo. A análise é do técnico Ricardo Gomes. "O jogador precisa de resultado. Sem confiança, ninguém joga", disse ele após a derrota por 2 a 1 no Morumbi para o Juventude no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Ricardo Gomes, que assumiu o time há apenas dois jogos, foi um dos poucos poupados pelas críticas da torcida após o péssimo resultado na noite desta quarta-feira. Jogadores e até integrantes da diretoria foram alvo de protestos nas arquibancadas e também fora do estádio. "Comportamento de torcida não dá para analisar. Mas não foi por causa desse jogo, tem um histórico. Não se pode questionar, tenho de melhorar o time do São Paulo", afirmou o treinador.

Ricardo Gomes negou que exista algum problema extracampo, como sugeriu uma declaração polêmica do zagueiro Maicon, que afirmou que a 'diretoria precisa interferir' no elenco. "O papel da diretoria é dar suporte. Agora dentro de campo é com os jogadores e comissão técnica. Problemas de campo não são da diretoria."

Após dar a declaração polêmica ainda no gramado, Maicon, já nos vestiários, se explicou: "Todos no São Paulo têm de se unir, foi o que eu quis dizer. Só assim vamos sair dessa situação. O São Paulo de hoje não é o mesmo da Libertadores."

Ricardo Gomes acumula dois jogos à frente da equipe. Ele estrou com um empate diante do Internacional fora de casa pelo Brasileiro e perdeu para o Juventude pela Copa do Brasil. O técnico disse a responsabilidade por esses resultados é sua, mas ainda pediu um pouco mais de tempo para acertar o time.

O treinador assumiu o São Paulo após a saída do técnico Edgardo Bauza, que aceitou convite para assumir a seleção argentina. Além de Bauza, o time do Morumbi também perdeu jogadores como o meia Paulo Henrique Ganso, negociado com o Sevilla. A equipe volta a jogar domingo pelo Brasileirão contra o Coritiba no Morumbi e precisa reagir também nessa competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.