Para Roberto Carlos, Brasil pecou ao recuar no 2º tempo

O lateral-esquerdo Roberto Carlos disse, nesta terça-feira, que a seleção brasileira poderia ter conseguido uma vitória mais elástica sobre a Croácia se o time não tivesse recuado tanto no segundo tempo. A equipe dirigida por Carlos Alberto Parreira bateu os europeus por 1 a 0, em jogo válido pelo Grupo F da Copa da Alemanha."Durante todos os primeiros 45 minutos do jogo, eles (croatas) só se preocupavam em marcar o Ronaldinho Gaúcho. O Cafu e eu tínhamos muita liberdade. Toda vez que subíamos com a bola para o ataque, levávamos muito perigo. Se tivéssemos mantido o mesmo esquema na parte final, ganharíamos com mais tranqüilidade, por 2 ou 3 a 0", analisou o ala do Real Madrid.O lateral, no entanto, disse ter ficado feliz mesmo com a vitória magra. "Todo mundo esperava que fôssemos ganhar de goleada, mas o time deles é bom. O importante é que conseguimos um bom resultado para entrar na competição com confiança", acrescentou.O capitão Cafu concordou com o companheiro. "Sem dúvida nenhuma, o importante é estrear com o pé direito. Falei na preleção que tínhamos que subir sete degraus, subimos um, faltam seis agora", comentou o capitão. "Vamos subir um de cada vez. A cada jogo que passa vamos procurar melhorar um pouco mais."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.