Para Roberto Carlos, Cafu foi mais importante que Pelé

Os jogadores da seleção brasileira que irão disputar a Copa do Mundo da Alemanha voltaram a "cutucar" Pelé. No dia em que Cafu completou 36 anos, o lateral-esquerdo Roberto Carlos disse, nesta quarta-feira, que o capitão foi mais importante que o "rei" na equipe nacional."O Cafu tem uma trajetória na seleção até melhor que a do Pelé. Ele só não é mais elogiado porque é um defensor. Mas veja quantos títulos ele conquistou, os clubes que defendeu e o que o Cafu representa para a seleção", analisou o ala do Real Madrid.Recordista de jogos com a camisa da seleção, com 146 participações, Cafu também é o único jogador a participar de três finais de Mundiais consecutivas. Ele foi campeão mundial em 1994 (Estados Unidos) e 2002 (Coréia e Japão) e vice em 1998 (França).Já Pelé disputou quatro edições do torneio e conquistou três: 1958 (Suécia), 1962 (Chile) e 1970 (México). O ex-santista é o maior artilheiro do Brasil, com 95 gols. Ao lado de Ronaldo, ele também é o goleador da seleção em Mundiais, com 12 gols.As trocas de farpas entre Pelé e os jogadores da atual seleção começaram no início do ano, quando Cafu disse que Ronaldinho Gaúcho tinha tudo para superar o "atleta do século" e Diego Maradona. O ex-jogador brasileiro não gostou e declarou que o meia-atacante "ainda precisa fazer muito para ser uma estrela".Um novo capítulo da briga aconteceu no início de junho. Em uma outra entrevista ao jornal britânico "The Times", Pelé conturbou o ambiente da seleção em Weggis, na Suíça, ao declarar que a seleção do tri, em 1970, era melhor que a atual. O técnico Carlos Alberto Parreira rebateu com ironia. "Não consigo comparar. Fico feliz que o Pelé consiga fazer essas comparações e que tenha essa capacidade. Eu não consigo", rebateu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.