Para Ronaldinho, vitória marca fim da euforia por título

O título da Libertadores faturado no fim de julho parecia ter tirado o foco do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro. A equipe vinha de cinco partidas sem vitória até bater o Bahia por 2 a 0 na última quarta-feira, no Independência, pela 14.ª rodada. Resultado que, segundo Ronaldinho, bota fim à euforia pela conquista do torneio continental.

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 09h49

"Passada a euforia de Libertadores, temos que nos concentrar no Campeonato Brasileiro, retomar o caminho das vitórias, e hoje (quarta-feira) já começou. Agora, é continuar assim", comentou. "O Atlético-MG vai brigar para ser campeão, a mentalidade tem que ser essa. É uma felicidade voltar a vencer em casa, dar alegria ao torcedor. Nada melhor que voltar à normalidade de vitórias para retomar a confiança."

O duelo diante do Bahia marcou também a estreia do argentino Dátolo com a camisa do Atlético-MG, após ser contratado junto ao Inter. E o meia não escondeu a alegria por atuar ao lado de Ronaldinho. "Ele é um jogador que a gente tem que procurar em campo porque faz coisas incríveis com a bola e faz o time jogar. Estou contente pela vitória, não podemos relaxar para continuar por este caminho vencedor", disse.

O técnico Cuca também exaltou a importância do resultado, mas principalmente a forma como o Atlético-MG atuou. Depois de algumas performances abaixo da média, a equipe voltou a mostrar um "excelente" futebol, de acordo com o comandante.

"O Bahia é uma equipe muito boa, mas trabalhamos bem a bola, principalmente pelos lados do campo com os laterais, fazendo as triangulações, assim até saiu o segundo gol. Foi um jogo muito bem jogado. Primeiro, a gente estava precisando muito da vitória, mas, como foi muito bem jogado, foi excelente", avaliou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.