Sergei Chirikov/EFE
Sergei Chirikov/EFE

Para Ronaldo, Brasil 'tem o necessário' para passar em 1º no grupo na Copa

Ex-centroavante vê grupos equilibrados, mas acredita no potencial dos brasileiros na primeira fase da Copa

Estadão Conteúdo

01 de dezembro de 2017 | 14h58

O Brasil não tem do que reclamar após o sorteio das chaves da Copa do Mundo do ano que vem, na Rússia. Se podia encarar um "grupo da morte", enfrentando nomes como Espanha ou Inglaterra, a seleção terá como adversários na primeira fase do torneio a Suíça, a Costa Rica e a Sérvia.

+ Brasil enfrenta a Suíça, Costa Rica e Sérvia na fase de grupos

Argentina pegará a Islândia, Croácia e Nigéria na Copa

Alemanha cai em grupo da morte na busca pelo penta mundial

Cristiano Ronaldo iniciará caminho contra algoz velho conhecido

+ Baixe a tabela da primeira fase da Copa do Mundo 

O sorteio foi acompanhado de perto por dirigentes da CBF, integrantes da comissão técnica da seleção e até alguns ex-jogadores. Entre eles, estava Ronaldo, que considerou o grupo favorável para o Brasil.

"Todos os grupos são equilibrados, mas estamos muito contentes com o nosso. Temos tudo que é necessário para terminar na primeira colocação", considerou o ex-jogador após a cerimônia.

A seleção brasileira vai estrear no Grupo E da Copa no dia 17 de junho, diante da Suíça, em Rostov. A segunda partida será contra a Costa Rica, dia 22, em Zenit. E o duelo final será com a Sérvia, dia 27, em Moscou.

Se Ronaldo aprovou a chave do Brasil, o mesmo pode ser dito de Maradona com a Argentina. Um dos protagonistas do sorteio, o ex-jogador considerou bom o Grupo D, que, além do seu país, conta com Islândia, Croácia e Nigéria. O ídolo, porém admitiu que o time argentino precisa evoluir se quiser fazer bonito no Mundial.

"O grupo da Argentina é bastante acessível", considerou Maradona após sortear a última bolinha. "Mas a seleção tem que melhorar. Não pode jogar tão mal como vem fazendo", encerrou, lembrando que a Argentina suou para passar nas Eliminatórias Sul-Americanas e só conseguiu a vaga na última rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.