Para Schuster, Real soube resistir à pressão do Zenit

Técnico da equipe espanhola fica satisfeito após vitória contra o Zenit fora de casa nesta terça

EFE,

30 de setembro de 2008 | 21h23

O técnico alemão Bernd Schuster ressaltou nesta terça-feira a boa atuação do Real Madrid na vitória sobre o Zenit, na Rússia, pela segunda rodada do grupo H da Liga dos Campeões.Veja também:Real bate Zenit fora de casa e chega aos 6 pontos na Liga Liga dos Campeões – Classificação, calendário e resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoO treinador afirmou que já esperava sofrer uma pressão da equipe da casa e disse que a vitória de 2 a 1 foi muito importante. "Conseguimos uma vitória importante em São Petersburgo sobre uma equipe muito difícil, que impôs um ritmo forte, com muita velocidade", disse."Fizemos nosso trabalho e conseguimos deixar o Zenit sem nenhum ponto. Claro que eles estiveram perto de empatar, criaram suas oportunidades, mas o importante é que conseguimos os três pontos", completou.Schuster também afirmou que com as substituições promovidas pelo técnico holandês Dick Advocaat, o Zenit cresceu de produção na segunda etapa."Em uma partida da Liga dos Campeões, não se pode esperar que sua equipe domine um jogo fora de casa em tdos os momentos. O Zenit nos atacou, sobretudo na segunda etapa, quando as substituições deles surtiram efeito", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolReal MadridLiga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.