Javier Soriano/ AFP
Javier Soriano/ AFP

Para Simeone, Atlético deve esquecer goleada em novo jogo com Real

'Entendo que será um jogo diferente', argumenta técnico argentino

Estadão Conteúdo

13 de abril de 2015 | 17h29

A derrota na prorrogação da final da Liga dos Campeões do ano passado ainda dói no Atlético de Madrid, mas o fato é que a equipe tem sido soberana sobre seu maior rival. Só nesta temporada foram seis jogos contra o Real Madrid, com quatro vitórias, uma goleada histórica, um título e uma eliminação sobre o arquirrival. Para o técnico Diego Simeone, entretanto, tudo isso deve ser esquecido para o jogo desta terça-feira, pelas quartas de final da Liga dos Campeões.

"É uma partida diferente, uma eliminatória nova, com jogadores nas duas equipes que não participaram daquela partida, que teve um final diferente de um mata-mata", argumenta Simeone, falando especificamente da goleada por 4 a 0, fevereiro, pelo Campeonato Espanhol.

Pelo histórico recente, o Atlético chegar às quartas da Liga dos Campeões como favorito. Venceu a Supercopa da Espanha, eliminou o rival na Copa do Rei e venceu os dois confrontos pelo Campeonato Espanhol. Do outro lado, entretanto, está um dos times mais fortes do mundo. 

"Sempre há situações que mudam um jogo. Jogadas pontuais, individuais, coletivas, um erro. São coisas do jogo. Está claro que qualquer partida está suscetível a isso. Não olho partidas anteriores porque entendo que vá ser um jogo diferente. Imagino uma partida parecida com a final da Copa do Rei de dois anos atrás", comentou o treinador. O Atlético ganhou aquela partida, na prorrogação, em pleno Santiago Bernabéu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.