Para Sorocaba, partida virou decisão

Em meio a um momento conturbado, instaurado após a derrota para o União São João, por 4 a 3, no último domingo, o Atlético Sorocaba trata como uma decisão a partida desta quarta-feira, diante do Corinthians, às 21h40, no estádio "Walter Ribeiro", em Sorocaba. O técnico Giba, cuja demissão chegou até a ser cogitada no início da semana, mostrou força e está mantido no cargo. As especulações quanto a sua saída começaram após uma declaração do vice-presidente de futebol, Valdir Cipriani, de que mudanças drásticas deveriam acontecer. Giba sempre mostrou tranqüilidade: "Estamos trabalhando dentro de um planejamento pré-estabelecido. As vezes, o resultado positivo não entra e provoca apreensão, mas tenho certeza de que estamos no caminho certo". Giba, ex-lateral direito do Corinthians na década de 90, só teme pela força do adversário, que cresce em momentos difíceis. "Sinceramente, preferia que o Corinthians tivesse vencido os dois jogos e fosse o líder. Seria melhor para o Atlético", analisou. As mudanças, por enquanto, não estão confirmadas: o zagueiro Paulão, que não teve uma boa atuação diante do União, pode ser sacado do time titular. Adeílson, contratado junto ao Sport-PE, pode assumir a posição e formar dupla com o experiente Márcio Rocha. No meio-campo, somente Adãozinho e Esquerdinha estão garantidos. Na marcação, muitas são as opções. O volante Bruno Lazaroni pode ser mantido como titular, ao lado de Rafael, mas Cleyton também tem chances de ser escalado. Outras opções para a posição são o jovem Niander, prata-da-casa, Willians, que veio do futebol pernambucano, além de Marcos Alexandre, que ano passado esteve no Guarani. No ataque, tudo indica que Luciano Henrique, ídolo no clube, deve formar dupla novamente com Ricardo Lobo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.