Divulgação
Divulgação

Para superar efeitos da altitude, jogadores do River tomarão Viagra

Famoso estimulante sexual, medicamento será utilizado para melhorar a fluidez de oxigênio no sangue dos atletas em Oruro

O Estado de S. Paulo

19 de fevereiro de 2015 | 11h36

Para resistir aos 3.735 metros de altitude da cidade de Oruro, na Bolívia, os jogadores do River Plate usarão um método não muito convencional. Eles tomarão Viagra para superar aos efeitos para a partida contra o San José, válida pelo Grupo 6 da Libertadores nesta quinta-feira. Segundo o médico do clube, Pedro Hansing, as medidas para a partida estão sendo projetadas há 20 dias.

"O Viagra é tomado porque estimula a circulação de oxigênio pelo sangue e ajuda a respirar melhor. O objetivo é esse: melhorar a oxigenação para atenuar a falta de oxigênio que há em Oruro", afirmou Hansing à rádio América. Ele ainda confirmou que os jogadores estão se adaptando por meio de câmaras hiperbáricas e também farão o uso de cafeína e aspirina

Utilizado em tratamentos de disfunção erétil, o Viagra diminui a pressão em nível pulmonar, já que é um potente vasodilatador. Ou seja, o medicamento dilata os vasos sanguíneos para a melhor circulação e oxigenação do sangue para os tecidos corporais. "É preciso administrar os remédios antes de ir à altura para que os efeitos não descompensem os jogadores", ponderou o médico da equipe argentina.

Os jogadores do River Plate já se encontram na cidade de Santa Cruz de La Sierra - a 800 metros acima do nível do mar - desde a noite de terça-feira. Eles seguirão para Oruro apenas horas antes da partida contra o San José. Além dos medicamentos e da preparação, a equipe também fará o uso dos tradicionais tanques de oxigênio se for necessário.

O River, porém, não é pioneiro na iniciativa de dar Viagra aos jogadores para minimizar os efeitos da altitude. No ano passado, o rival San Lorenzo utilizou o método em duas ocasiões: contra o Independiente del Valle e contra o Bolívar, também pela Libertadores. Coincidência ou não, o 'time do Papa' conquistou o título inédito na última edição do torneio de clubes mais importante das Américas.

Tudo o que sabemos sobre:
River PlateCopa LibertadoresViagra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.