Para técnico suíço, Messi não pode ser supervalorizado

Segundo o treinador Ottmar Hitzfeld, não se pode exagerar no valor de Messi e nem concentrar as atenções apenas no 10 argentino

Agência Estado

28 de junho de 2014 | 19h46

Em entrevista ao site da Federação Suíça de Futebol (SFV), o técnico alemão da Suíça, Ottmar Hitzfeld, declarou que o argentino Messi não pode ter seu valor exagerado no duelo entre os dois países, na próxima terça-feira, no Itaquerão, pelas oitavas da Copa do Mundo. "Não podemos exagerar no valor de Messi. Não podemos nos concentrar apenas nele. O setor ofensivo da Argentina é tão bem armado que eles podem ser perigosos a todo momento, mesmo quando Agüero estiver machucado, como agora, e ficar de fora do jogo contra nossa equipe", salientou Hitzfeld. "Ele (Messi) não pode me impressionar com seu estilo de jogo nesta partida", reforçou o treinador.

Além de reduzir o valor de Messi na partida, o técnico alemão também declarou que tem uma receita para parar a Argentina. "Temos de ser fiéis à nossa filosofia. Jogar de uma forma compacta, lutar na marcação individual e fazer a bola recuperada na marcação virar rapidamente uma jogada ofensiva", definiu o técnico. "Estou convencido de que teremos nossas chances contra os argentinos. Não somos os favoritos, mas não estabelecemos limites para nossas ações. Podemos fazer história na terça-feira", previu o técnico.

Hitzfeld acredita que a falta de obrigação com o resultado é um grande trunfo para seus jogadores. "Nós não temos nada a perder. Cada jogador tem a chance de escrever um grande capítulo em sua história pessoal. Neste jogo, tudo é possível", completou o alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.