Para Tite, Corinthians ficou perto de vencer Botafogo

Um gol do garoto Hyuri, de apenas 20 anos, aos 44 minutos do segundo tempo, definiu a vitória do Botafogo sobre o Corinthians, por 1 a 0, quarta-feira à noite, no Maracanã. Mas, para o técnico Tite, foi a equipe dele que ficou mais perto de voltar do Rio com os três pontos na bagagem.

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 12h13

"Vi um jogo de qualidade das duas equipes. Foi um grande jogo, com opções técnicas, táticas, mas nós muito mais próximos de fazer o gol. Quando tu está muito perto de definir e toma o gol, é difícil. Tem que dar um tempo para elaborar, para ter o discernimento", disse o treinador, que demorou para deixar os vestiários do Maracanã para subir até a sala de imprensa e conceder entrevista coletiva.

Segundo ele, ficou orando para conseguir falar mais equilibrado com os jornalistas. Afinal, o Corinthians não vence e sequer marca gols há três partidas, ficando agora a cinco pontos do G4. O time paulista, em quinto, tem 30, enquanto o Atlético Paranaense aparece em quarto, com 35.

Apesar da sequência ruim, Tite nega que falte "fome de bola" à equipe. "Jogamos Libertadores, Paulistão, Recopa. O Brasileiro está em andamento. Dos outros três que disputamos ganhamos dois", lembrou ele, admitindo, porém, que a equipe não está mantendo o mesmo nível no Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.