Para treinador, faltou confiança à seleção hondurenha

Após ser derrotado por 2 a 0 para a Espanha nesta segunda-feira pela penúltima rodada do Grupo H da Copa do Mundo da África do Sul, o treinador Reinaldo Rueda afirmou que faltou confiança para Honduras conseguir um melhor resultado diante da equipe considerada favorita para conquistar o título da competição.

AE, Agência Estado

21 de junho de 2010 | 18h52

"Nós tínhamos planejado uma forma de combater a proposta da Espanha, mas fomos surpreendidos com o gol de Villa, em um lance individual sobre Mendoza, o que desequilibrou o jogo. Nos faltou convicção para enfrentar um rival com alta competência e maturidade no jogo", comentou o técnico da seleção hondurenha.

Reinaldo Rueda reconheceu que o resultado poderia ter sido mais elástico em favor da Espanha. "O placar nos saiu barato. Quando o jogo se abre, os espanhóis são muito eficientes com a perfeição da qualidade de passe que tem eliminam quatro, cinco jogadores com apenas um passe", avaliou o treinador, que já projetou o confronto com a Suíça, pela última rodada da primeira fase.

Ele afirmou que será importante a equipe se recuperar mentalmente para poder ter um bom desempenho contra o time europeu. Apesar de ter duas derrotas, Honduras ainda têm chances de se classificar matematicamente. Para passar para a fase eliminatória do Mundial, precisa vencer a Suíça e torcer por uma derrota da Espanha diante do Chile. Se isto acontecer, a segunda vaga será decidida pelo saldo de gols.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebolHondurasEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.