Para Valdir de Moraes, até bola está contra o goleiro nas cobranças

Pioneiro na função de preparador de goleiros dá dicas para evitar que as faltas sejam fatais

GONÇALO JUNIOR E WILSON BALDINI JR. , O Estado de S. Paulo

28 de julho de 2013 | 09h00

SÃO PAULO - Valdir Joaquim de Moraes, lendário goleiro do Palmeiras nas décadas de 50 e 60, enfrentou grandes cobradores de faltas em sua carreira com a perspectiva de quem precisa evitar que a cobrança seja decisiva.

"Para o goleiro, a situação é mais difícil. A bola ajuda o cobrador de falta. Todo o avanço da tecnologia deixa a bola mais rápida e mais sensível aos efeitos do batedor. Tudo para favorecer o gol. O goleiro sofre mais do que os outros para tentar evitar tudo isso", conta o veterano, que foi titular do Palmeiras por dez anos e substituto de Oberdan Cattani, outra lenda da história palmeirense.

Valdir também teve a oportunidade de treinar e observar cobradores de faltas quando se tornou consultor técnico. Atualmente, mora no Rio Grande do Sul, onde nasceu. Aos 77 anos, ele concorda que o número de grandes batedores diminuiu nos últimos anos.

"Hoje, temos mais jogos e treinos e, com isso, os jogadores têm menos tempo para se preparar."

Na década de 50, os duelos marcantes de sua carreira foram travados com Jair Rosa Pinto, ídolo de Vasco, Flamengo, Santos e do próprio Palmeiras.

"Em um jogo entre a seleção gaúcha e a seleção paulista, eu abri mão da barreira na hora da falta. Ele chutou para fora. Eu fiz isso porque sabia que a referência dele era a barreira. Sem referência, ele se perdeu", orgulha-se o ex-goleiro. "No jogo da volta, eu coloquei a barreira e ele fez o gol."

Pioneiro na função de treinador de goleiros, Valdir foi o responsável pela preparação de Rogério Ceni no início da carreira. "Ele é um dos nossos grandes cobradores. E tem o mérito de ser um ótimo goleiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.