Paraguai é sempre complicado, diz Cafu

Durante a inauguração da sede da Fundação que leva o seu nome, nesta quinta-feira, o jogador Cafu não queria falar de Seleção Brasileira, muito menos do empate sem gols com o Paraguai, em Assunção, na noite anterior. Quando perguntado, brincava: "Ao invés do 0 a 0 contra o Paraguai, prefiro falar que a Fundação Cafu venceu por 1000 a 0."Porém, diante da insistência dos repórteres, Cafu comentou: "Brasil e Paraguai é sempre um confronto complicado. Eles jogaram com uma linha de três zagueiros o que sempre complica. Foi um jogo muito difícil, mas pelo menos saímos com um ponto, que foi importante para as Eliminatórias."O maior problema, segundo Cafu, é a falta de treinos antes dos jogos. "Nós nos apresentamos na segunda, treinamos meia hora na terça e jogamos na quarta. É impossível ter algum entrosamento no time." Sobre o trio maravilha (Ronaldinho, Ronaldinho Gaúcho e Kaká), Cafu pediu um pouco mais de paciência. "Sei que todos estão impacientes, mas infelizmente o gol não saiu", e brincou: "Eu prefiro eles no meu time do que no adversário. São grandes jogadores."Cafu disse que todos os jogos das Eliminatórias são complicados, mas mesmo assim, está confiante: "Tenho a certeza que nós estaremos classificados no final."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.