Luca Bruno/AP
Luca Bruno/AP

Paraguai empata e garante o primeiro lugar do Grupo F

Em jogo fraco, paraguaios ficam no 0 a 0 com a Nova Zelândia e avançam às oitavas pela quarta vez na história

ANDRÉ RIGUE, estadão.com.br

24 de junho de 2010 | 12h51

O Paraguai confirmou o bom momento dos países sul-americanos na Copa do Mundo e garantiu nesta quinta-feira a liderança do Grupo F. Sem muito esforço, a equipe empatou com a Nova Zelândia por 0 a 0, em duelo em Polokwane. Os neozelandeses, apesar de terem empatado suas três partidas no Mundial, acabaram eliminados.

 

Veja também:

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

 

Com cinco pontos, o Paraguai ficou na frente da Eslováquia, segunda colocada, que surpreendeu ao derrotar a atual campeã Itália por 3 a 2 em Johannesburgo. Os italianos acabaram eliminados de forma vexatória - assim, o Mundial da África perdeu os dois finalistas do ano passado, uma vez que a França já havia caído.

 

O Paraguai se junta a Uruguai (Grupo A) e Argentina (Grupo B), que também garantiram a liderança de seus grupos. Brasil (Grupo G) e Chile (Grupo H) estão com 100% de aproveitamento e tentarão confirmar a ponta na rodada desta sexta-feira. Os brasileiros enfrentarão Portugal, enquanto os chilenos terão duelo complicado contra a Espanha.

 

 Paraguai Paraguai 0
Villar; Caniza, Julio Cáceres, Paulo da Silva e Morel Rodríguez; Víctor Cáceres , Riveros e Vera; Valdez (Benitez), Santa Cruz  e Cardozo (Barrios)
Técnico: Gerardo Martino
 Nova Zelândia Nova Zelândia 0
Paston; Reid, Nelsen  e Smith; Bertos, Vicelich, Elliott e Lochhead; Killen (Brockie), Smeltz e Fallon (Wood)
Técnico: Rick Herbert
Árbitro: Yuichi Nishimura (Japão)

Estádio: Peter Mokaba, em Polokwane (África do Sul)

Na próxima fase, o Paraguai enfrentará o segundo colocado do Grupo E, que será o Japão. Por garantir a liderança, os paraguaios evitaram um confronto contra a Holanda já nas oitavas de final - os holandeses são uma das grandes forças do Mundial.

 

No jogo desta quinta-feira, o Paraguai entrou em campo focado no empate. O técnico Gerardo Martino escalou Cardozo na vaga de Lucas Barrios. No entanto, o atacante teve uma atuação discreta em seu retorno. O melhor em campo no primeiro tempo foi Valdez - aos 35 minutos, ele arriscou chute de fora da área, mas o goleiro Paston fez a defesa para os neozelandeses.

 

O Paraguai voltou um pouco melhor na etapa final. Martino fez algumas modificações (colocou Barrios e Benitez), mas a equipe paraguaia falhou nas finalizações. Aos 17 minutos do segundo tempo, Caniza cruzou e Riveros desviou de cabeça. Paston executou bela defesa e garantiu o 0 a 0 no marcador.

 

Apesar da eliminação, os neozelandeses deixaram o campo satisfeitos, já que saíram invictos. Os paraguaios também. É a quarta vez que o Paraguai alcança a fase oitavas de final - disputou antes em 1986, 1998 e 2002.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.