Paraná bate Náutico e volta a sonhar com G-4 na Série B

O Paraná conseguiu a sua reabilitação no Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta sexta-feira, o time paranista voltou ao caminho das vitórias após quatro jogos de jejum - três derrotas e um empate. Venceu o Náutico por 2 a 0, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, pela 25.ª rodada. O volante Itaqui e o meia Dinelson marcaram os gols da vitória, que mantiveram o time ainda sonhando com o G-4.

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2011 | 22h52

Essa ainda foi a primeira vitória do técnico Guilherme Macuglia no comando do time, já que em sua estreia o Paraná havia ficado no 1 a 1 diante do Goiás. Com 35 pontos, o time paranista assume a nona colocação, ficando a seis pontos do Americana, atual quarto colocado. Já o Náutico é o vice-líder, com 44 pontos, mas pode cair uma posição no sábado, pois a Ponte Preta - terceira colocada com 43 - enfrenta o lanterna Duque de Caxias, no fechamento da rodada.

O primeiro tempo teve o Paraná empolgado, principalmente sabendo da necessidade de vencer para acabar com a fase de maus resultados. Sendo assim, coube a um dos estreantes da noite abrir o placar logo aos seis minutos. Contratado essa semana junto ao Caxias, o volante Itaqui - irmão do veterano lateral-direito Itaqui, ex-Grêmio e Juventude - arriscou de fora da área e contou com a falha do goleiro Gideão. Ele se atrapalhou após a bola bater no gramado molhado e não conseguiu a defesa.

Mesmo perdendo, o Náutico sentiu a força da marcação do Paraná e não conseguiu chegar ao gol de empate na primeira etapa. Enquanto isso, o time paranista ainda balançou às redes pernambucanas novamente, mas em um lance anulado. Henrique desviou para dentro do gol, mas o árbitro assinalou impedimento do camisa 11 do time da casa, para desespero dos torcedores.

No segundo tempo, o Paraná pressionou bastante atrás de mais um gol para ficar com maior tranquilidade e isso foi questão de tempo. Aos 12 minutos, Hernane chutou colocado de dentro da área e o goleiro Gideão conseguiu a defesa parcial. No rebote, Dinelson aproveitou e teve somente o trabalho de empurrar para o fundo das redes do Náutico.

Com a vantagem ampliada, o Paraná permaneceu bem postado no campo de defesa e impediu que o time pernambucano tentasse uma reação. Segurando o jogo, o clube de Curitiba comprovou seu bom desempenho.

A 26.ª rodada acontece na próxima terça-feira, com todos os dez jogos começando às 20h30. O Paraná encara o Icasa, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE). Já o Náutico recebe o ABC, no estádio dos Aflitos, no Recife.

Ficha técnica

Paraná 2 x 0 Náutico

Paraná - Luís Carlos; Marquinho, Flávio Boaventura, Brinner e Gleidson (Serginho); Itaqui, Maycon Freitas, Henrique (Giancarlo) e Douglas Packer; Dinelson (Jéfferson Maranhão) e Hernane. Técnico: Guilherme Macuglia.

Náutico - Gideão; Peter, Marlon, Ronaldo Alves e Aírton (Diego Bispo); Everton, Elicarlos, Derley e Eduardo Ramos (Joelson); Rogério (Alexsandro) e Kieza. Técnico: Waldemar Lemos.

Gols - Itaqui, aos 6 minutos do primeiro tempo; Dinelson, aos 12 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Flávio Boaventura, Gleidson, Itaqui, Jéfferson Maranhão e Giancarlo (Paraná); Aírton, Everton, Ronaldo Alves e Diego Bispo (Náutico).

Árbitro - José de Caldas Souza (DF).

Renda - R$ 35.460,00.

Público - 1.672 pagantes (2.125 no total).

Local - Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.