Paraná bate o lanterna Vila Nova e deixa zona da degola

Resultado livra o time tricolor provisoriamente da zona de rebaixamento, enquanto goianos continuam na lanterna

Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2014 | 18h29

Na briga direta contra o rebaixamento, o Paraná venceu o Vila Nova por 3 a 1, neste sábado à tarde, no Estádio Durival de Britto, na Vila Capanema, em Curitiba, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O resultado livrou o Paraná provisoriamente da zona de rebaixamento, com 16 pontos. O time goiano, apesar do esforço, continua na lanterna, com apenas cinco.

Bem desfalcado, o Vila Nova foi escalado por Márcio Azevedo com várias improvisações. Mas seus jogadores se superaram, principalmente "povoando" bem o setor de meio de campo e tendo maior domínio de bola. 

O time goiano já tinha chutado duas bolas de longe para defesa de Marcos quando criou sua melhor chance. Paulinho entrou livre pelo lado esquerdo da área e o goleiro deu rebote. Na sequência, o meia Nenê Bonilha bateu no alto e a bola explodiu no travessão.

Mas quem não faz toma, e o Paraná abriu o placar numa jogada rápida em que Marcos Serrato lançou Tiago Alves e ele, na frente da área, bateu forte de esquerda. A bola quicou e enganou o goleiro Cléber Alves. Isso aos 33 minutos. 

Parecia que seria a abertura da porteira, mas o Vila Nova buscou o empate, aos 44 minutos. A defesa rebateu e Léo Rodrigues, improvisado na lateral direita, bateu de pé esquerdo sem deixar a bola cair. O chute saiu forte e não permitiu a defesa de Marcos.

No segundo tempo, o time da casa voltou mudado com Pedro Castro no lugar de Chiquinho. Mas foi Serrato que passou a ocupar a lateral direita. O segundo gol saiu rápido, o que deu tranquilidade. Em falta ensaiada, Lúcio Flávio levantou na área, onde o zagueiro Allison tocou de cabeça para o meio e finalização de Gustavo. A bola explodiu no travessão, mas no rebote sobrou para Tiago Alves que bateu forte e no alto, de pé esquerdo.

O visitante tentou arriscar com a entrada do atacante Gustavo no lugar do volante Arthur, mas não deu certo. E o Paraná ampliou em outra jogada ensaiada. Lúcio Flávio cobrou falta para o segundo pau, onde Arthur, que tinha entrado poucos momentos antes no lugar de Giancarlo, cabeceou de cima para baixo. A bola tocou nos joelhos do zagueiro Gabriel e entrou: 3 a 1.

Pela 16.ª rodada, o Paraná vai enfrentar o Atlético-GO, em Goiânia, sexta-feira, às 19h30, sem Giancarlo, que recebeu o terceiro cartão amarelo. O time goiano perdeu para o Ceará, por 2 a 0, nesta rodada. O Vila Nova vai atuar no sábado, a partir das 16h20, com o Oeste, no interior de São Paulo.

FICHA TÉCNICA:

PARANÁ 3 X 1 VILA NOVA-GO

PARANÁ - Marcos; Chiquinho (Pedro Castro), Gustavo, Allison e Breno; Lucas Otávio, Marcos Serrato, Ricardinho e Lúcio Flávio; Tiago Alves (Edson Sitta) e Giancarlo (Arthur). Técnico: Claudinei Oliveira.

VILA NOVA-GO - Cléber Alves; Léo Rodrigues, Vitor, Gabriel e Rafinha; Felipe Macena, Arthur (Gustavo), Nenê Bonilha, Hugo (Wanderson) e Paulinho; Ítalo (Mateus Anderson). Técnico: Márcio Azevedo. 

GOLS - Tiago Alves, aos 33, e Léo Rodrigues, aos 44 minutos do primeiro tempo. Tiago Alves, aos 2, e Arthur, aos 24 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Rodrigo DAlonso Ferreira (SC).

CARTÕES AMARELOS - Giancarlo (Paraná); Léo Rodrigues, Rafinha e Nenê Bonilha (Vila Nova).

RENDA - R$ 94.450,00.

PÚBLICO - 6.559 pagantes (7.426 total).

LOCAL - Estádio Durival de Britto, na Vila Capanema, em Curitiba (PR).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BParanáVila Nova

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.