Paraná Clube/Divulgação
Paraná Clube/Divulgação

Paraná Clube inova na aquisição de patrocinadores

Parceiros temporários colocam dinheiro no caixa da equipe e abrem as portas para exposição de empresas menores

VANDERSON PIMENTEL, O Estado de S. Paulo

23 de setembro de 2013 | 15h31

SÃO PAULO - Problemas financeiros e falta de patrocinadores são problemas corriqueiros das equipes que disputam a Série B do Campeonato Brasileiro. A situação não foi diferente com o Paraná Clube, que conta com patrocinadores fixos apenas nas mangas. Para reforçar o time e manter as contas em dia, o clube arranjou uma nova forma de angariar dinheiro. Com patrocínios temporários, a equipe já cedeu o espaço em sua camisa para imobiliária, torcidas organizadas e até mesmo um cemitério.

Sem conseguir fechar patrocínios fixos, a equipe já não estava conseguindo pagar os seus jogadores e comissão tecnica em dia. Para solucionar o problema, a diretoria resolveu vender o espaço da camisa de forma temporária. A iniciativa, que começou a ser conversada no inicio de julho, apareceu pela primeira vez na 14ª rodada da Série B. Na partida, onde o Paraná foi derrotado por 2 a 1, para o Palmeiras, o restaurante Madero foi o pioneiro na exposição de sua marca na camisa do clube. Caso não apareça um patrocinador fixo até o fim do ano, a perspectiva é manter esse tipo de apoio até o fim do ano.

"Existia uma procura muito grande de médios e  pequenos empresarios. Só que eles não tinham condições de investir em valores até o até o fim da temporada", conta Christian Knaut, vice-presidente de marketing do Tricolor.

O vice-presidente, que assumiu o cargo em abril deste ano, também já trabalha com um possível acesso. Na terceira posição do torneio, o Paraná Clube poderá voltar à primeira divisão com um patrocinador fixo. "Já temos negociações para o ano que vem, caso a gente suba para a Série A. Teremos eleições no clube, no fim do ano, mas já estamos deixando tudo bem encaminhado", disse Knaut.

Várias instituições já ligaram sua marca ao clube. A torcidas organizadas Fúria Independente e Paranautas já colocaram seus nomes na camisa do time. Porém o caso mais curioso é o do cemitério Memorial Parque das Araucárias, que pôs o seu logotipo como patrocínio master, logo na última sexta-feira 13. Para 'homenagear' a data, os organizadores do evento tocaram Thriller, de Michael Jackson, quando os jogadores paranistas entraram em campo.

Para o próximo jogo, contra o ASA, a equipe ainda terá na sua camisa as estampas da churrascaria Master Grill e da empresa de cartões i9card, que especula-se ter rendido cerca de R$ 30 mil aos cofres do clube. Pensando nos jogos contra América-MG e Avaí, o Paraná deve contar com outros patrocinadores, que de acordo com o vice-presidente, "estão em negociações bem encaminhadas", ele conta, sem citar o nome da empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolsérie bparaná clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.