Divulgação
Divulgação

Paraná contrata Dado Cavalcanti para substituir Claudinei Oliveira

Técnico assina até dezembro de 2019, tendo como principal objetivo reconstruir a equipe para a disputa da Série B

Estadão Conteúdo

17 Outubro 2018 | 21h06

O Paraná anunciou nesta quarta-feira o nome do seu novo treinador para a sequência do Campeonato Brasileiro. Dado Cavalcanti retorna ao clube, cinco anos depois da sua última passagem, para a vaga deixada por Claudinei Oliveira, hoje na Chapecoense. Ele assinou até dezembro de 2019, tendo como principal objetivo reconstruir a equipe para a disputa da Série B, já que a chance de rebaixamento é de mais de 99%.

Além de Dado Cavalcanti, Wagner Lopes era um nome bem visto da diretoria do Paraná, mas o presidente Leonardo Oliveira fez questão de negociar diretamente com o ex-comandante do Paysandu, fazendo o anúncio oficial horas depois do encontro.

"Buscamos um treinador que, em pouco tempo, criou uma identidade com o clube. O Dado Cavalcanti possui, mesmo jovem, uma boa bagagem dentro do Campeonato Brasileiro e será importante na formatação do grupo para o ano que vem", comentou o presidente.

Dado Cavalcanti trabalhará com o ex-jogador Lúcio Flávio. Além do ex-meia, o treinador terá Pedro Gama como auxiliar. A apresentação foi marcada para esta quinta-feira, quando ele fará o seu primeiro treino junto à equipe.

"Estou muito empolgado em voltar ao clube onde fui muito feliz no passado. Terei também o prazer de voltar a trabalhar com amigos que, além de ídolos do Paraná, farão parte do meu dia a dia de forma mais próxima e participativa, que são Lúcio Flávio (auxiliar) e Marcos (Oliveira, gerente de futebol)", disse Dado.

Dado Cavalcanti, 37 anos, tem uma boa rodagem pelo futebol brasileiro, passando por clubes como Santa Cruz, América-RN, Luverdense, Mogi Mirim, Coritiba, Ponte Preta, Náutico, Ceará, Paysandu, CRB, entre outros, além de uma passagem pelo próprio Paraná em 2013. Entre os títulos conquistados, os mais simbólicos foram o bicampeonato da Copa Verde, em 2016 e 2018, com o Paysandu.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.