Paraná deve reforçar a marcação

O Paraná Clube vai ao Palestra Itália nesta quinta-feira, para jogar contra o Palmeiras, às 20h30, com o objetivo de deixar a zona de rebaixamento do Brasileiro. Afinal, está na 21ª colocação, com 36 pontos."Com um ou dois pontos saímos dessa situação definitivamente", acredita o zagueiro Fernando Lombardi. "Mas precisamos jogar com consciência, com tranqüilidade, para não termos surpresas." Segundo ele, o jogo contra o Coritiba, em que o Paraná conseguiu segurar a pressão adversária depois de marcar um gol no minuto inicial, foi um bom teste. "A partir de agora, é só pensar para a frente", entusiasma-se Fernando Lombardi. "Estamos numa crescente e com mais uma vitória podemos sair dessa zona de rebaixamento."A proposta do técnico Paulo Campos de não falar mais em rebaixamento já contagiou a todos no clube. "Colocamos na cabeça que podemos chegar lá", afirma o meia Canindé. "Assim vai ser contra o Palmeiras. Sabemos que é um jogo difícil, mas sabemos que podemos vencer." Paulo Campos, no entanto, não quer que os jogadores acomodem-se. "Não estou totalmente satisfeito com o limite da equipe. Tem muito a oferecer ainda", acentua.É provável que o Paraná jogue com um time mais mais marcador nesta quinta-feira, com três volantes - Beto, Axel e Messias. Se essa for a opção, o atacante Maranhão deixa a equipe e Canindé joga mais avançado.A única ausência certa é a do zagueiro João Paulo, que vinha jogando na lateral-direita e está suspenso. Eto, que era o titular na posição, retorna.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2004 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.