Paraná humilha o Fluminense em Curitiba

Com um gol relâmpago de Éder aos 38 segundos de jogo e uma tarde inspirada dos atacantes Borges e André Dias, autores de três gols, o Paraná humilhou o Fluminense por 6 a 1, neste sábado, no estádio Pinheirão, em Curitiba, e chegou aos 51 pontos, ultrapassando os cariocas que permanecem com 48, mas com dois jogos a menos. Além de Éder, André Dias a um minuto, Borges aos 31 e 44, Edinho aos 15 e Sandro aos 41 do segundo tempo ampliaram o placar, e Gabriel aos 19, descontou de pênalti para o Fluminense.O time carioca, que tentava diminuir sua diferença de pontos para o líder Corinthians, foi surpreendido logo aos 38 segundos de jogo.Marcão cortou mal um cruzamento de André Dias e Edinho chutou rasteiro para Eder completar. O gol deixou o Fluminense nervoso e Preto Casagrande tratou de complicar, sendo expulso após cometer uma falta violenta.Na segunda etapa, o Paraná sobe explorar a vantagem de um homem e a um minuto, André Dias recebeu na grande e tocou na saída de Kleber. Aos 15 minutos, Edinho aproveitou outra falha de marcação e ampliou.Os cariocas ainda tentaram reagir, com um gol de Gabriel, de pênalti, mas a tarde era do Paraná. Aos 31, Borges recebeu de Eder e chutou sem chance de defesa, aos 41 Sandro, e aos 44 novamente Borges fecharam a goleada.Para o atacante, que casaria logo após a partida, os gols e a vitória foram importantes. ?Ainda bem que marquei os gols, pois poderiam pensar que eu não estava com a cabeça no jogo. O Fluminense é uma grande equipe e não esperávamos esse placar?, disse.Na opinião de Abel Braga, o time foi muito mal, além do árbitro. ?O gol que ele anulou foi mal, mas não posso falar da arbitragem, pois meu time ficou abaixo da crítica e levou seis?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.