Paraná mais defensivo contra a Lusa

O técnico do Paraná Clube, Otacílio Gonçalves, não pretende mudar a escalação do time que venceu o São Caetano para o jogo de amanhã, às 20h30, contra a Portuguesa, no Canindé. No entanto, o time entrará em campo com maior preocupação defensiva e orientada para aproveitar a velocidade nos contra-ataques. "Nós vamos buscar o resultado positivo, mas com cautela", disse o atacante Márcio. "Não vamos desesperados procurar a vitória porque a conseqüência pode ser ruim." Nos treinamentos, o técnico Otacílio Gonçalves exigiu principalmente uma melhor precisão nos cruzamentos por parte dos laterais Luís Paulo e Fabinho, uma das principais falhas no primeiro jogo. "Lamentavelmente a parte técnica não correspondeu no cruzamento, mas isso não quer dizer que o jogador tenha que ficar inibido e não insistir nessa jogada", disse o técnico. "Não pode ter medo de errar, pois se acertar um cruzamento é possibilidade de gol." O atacante Maurílio, principal ídolo da torcida paranista, completa amanhã 200 jogos com a camisa tricolor. "Quero jogar sempre com alegria de quem está começando", afirmou. Para a diretoria, um bom resultado diante da Portuguesa pode representar boa renda no jogo do próximo fim de semana, em Curitiba, contra o São Paulo. Na estréia, o público não chegou a 3 mil pagantes, o que rendeu muito pouco para cobrir as despesas. Com dificuldades financeira, o time seguiu hoje, de ônibus, para São Paulo.

Agencia Estado,

14 Agosto 2002 | 17h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.