(Reprodução/NSports)
(Reprodução/NSports)

Paraná perde, cai no Estadual e torcida invade gramado para agredir os jogadores

Este é o terceiro rebaixamento do time em apenas um ano. E são quatro quedas em quatro anos, já que em 2018 o time disputou a Série A do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

26 de fevereiro de 2022 | 20h23

A crise no Paraná não tem fim. O clube tricolor foi derrotado neste sábado pelo União por 3 a 1, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, e teve matematicamente o seu rebaixamento à segunda divisão decretado no Campeonato Paranaense. Por conta disso, a partida terminou em violência e tentativa de agressão dos torcedores sobre os atletas paranistas.

A confusão começou aos 41 minutos do segundo tempo, pouco tempo depois do terceiro gol do União. Torcedores invadiram o gramado e tentaram bater nos jogadores. Houve algumas trocas de socos e chutes, mas os atletas conseguiram entrar nos vestiários. Policiais militares chegaram a usar balas de borracha e bombas de efeito moral para dispersar os invasores.

A Polícia Militar chamou os representantes da Federação Paranaense de Futebol (FPF) e informou que não tinha como garantir segurança para que a partida fosse reiniciada. Depois disso, os capitães dos dois times foram comunicados da situação e o jogo foi encerrado com o resultado de 3 a 1 mantido.

Com os ânimos um pouco mais calmos cerca de uma hora depois do ocorrido, a assessoria de imprensa do Paraná informou que "o presidente (Rubens Ferreira e Silva) do clube irá falar somente na segunda-feira".

Com uma rodada para acabar a fase de classificação, o Paraná somou apenas quatro pontos em 10 jogos. Foram oito derrotas, uma vitória e um empate. Este é o terceiro rebaixamento do time em apenas um ano. E são quatro quedas em quatro anos, já que em 2018 o time disputou a Série A do Campeonato Brasileiro. A despedida da elite paranaense será no próximo domingo diante do Rio Branco, no estádio Gigante do Itiberê, em Paranaguá (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.