Divulgação
Divulgação

Paraná quebra jejum, vence o Bragantino e volta ao G-4

Time de Curitiba volta a sentir o gosto de vitória na Série B após quatro rodadas

AE, Agência Estado

16 de outubro de 2013 | 00h07

CURITIBA - Depois de quatro rodadas, finalmente o Paraná fez as pazes com a vitória ao bater o Bragantino por 1 a 0, nesta terça-feira, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time paranista atingiu os 49 pontos, ganhou duas posições - saiu de sexto para o quarto lugar - e recuperou a sua vaga no G4 - a zona de acesso - atrás de Sport, Chapecoense e Palmeiras. O time paulista, com campanha irregular, continua com 39 pontos, caindo da 11.ª para a 12.ª colocação.

O Paraná, que fez uma campanha bastante regular, vinha de uma fase ruim com três derrotas, duas delas em casa - para América-MG e Avaí, por 1 a 0, e outra fora para o América-RN, por 4 a 1. Na rodada anterior tinha empatado em Fortaleza com o Ceará por 1 a 1. Mesmo assim o time entrou em campo sob pressão.

A partida começou com o Paraná marcando pressão, tanto que logo aos três minutos marcou um gol. Paulinho Oliveira bateu falta da direita e Edimar subiu junto com Leandro Santos usando o braço esquerdo e impedindo a chegada do goleiro paulista. A bola passou e morreu no fundo da rede, mas o gol foi anulado. O time da casa continuou bem no ataque e exigiu duas boas defesas de Leandro Santos. O Paraná pressionava e aos 26 minutos abriu o marcador. Reinaldo começou a jogada pelo meio e tocou para Kayke, que estava dentro da área. De calcanhar e sem olhar, tocou para o meio onde estava Reinaldo, que ajeitou para a perna esquerda e bateu de curva no canto alto direito de Leandro Santos.

O Bragantino equilibrou as ações a partir dos 30 minutos, ainda tentou ir ao ataque, mas não chegou a finalizar com perigo. E melhorou ainda mais no segundo tempo, quando tentou imprimir velocidade. Mesmo assim, encontrou dificuldades nas infiltrações. Aos 20, o time paulista reclamou, com razão, de uma penalidade máxima não marcada, quando Nilson foi tocado por trás por Alex Alves. Depois da pressão, o Paraná se reforçou na marcação, com a entrada do zagueiro Brinner no lugar do volante Gilson. E ficou lá atrás, segurando a vitória, na espera de uma "boa bola" na frente para ampliar o placar e liquidar o jogo.

Neste sábado, pela 31.ª rodada, o Bragantino vai receber o Palmeiras, às 16h20, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Do outro lado, o Paraná vai folgar no final de semana porque o seu confronto contra o Atlético Goianiense foi transferido para a próxima terça, de novo em Curitiba.

FICHA TÉCNICA:

PARANÁ 1 x 0 BRAGANTINO

PARANÁ - Luis Carlos; Rodrigo, Alex Alves, Edimar e Paulinho; Gilson (Brinner), Moacir, Paulinho Oliveira e Kayke (Lúcio Flávio); JJ Morales e Reinaldo (Luisinho Neto). Técnico: Dado Cavalcanti.

BRAGANTINO - Leandro Santos; Guilherme, Raphael Andrade e Carlinhos; Robertinho, Serginho, Preto, Gustavo (Geovanni) e Léo Jaime (Nílson); Magno Cruz (Cesinha) e Lincom. Técnico: Marcelo Veiga.

GOL - Reinaldo, aos 26 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Lúcio Flávio, Paulinho Oliveira, Kayke, Reinaldo e JJ Morales (Paraná); Léo Jaime, Magno Cruz, Lincom e Gustavo (Bragantino).

ÁRBITRO - Francisco Carlos Nascimento (Fifa/AL).

RENDA - R$ 100.665,00.

PÚBLICO - 8.965 pagantes (9.825 no total).

LOCAL - Estádio Durival de Britto, em Curitiba (PR).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BParanáBragantino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.