Paraná segue na Libertadores com 1 a 1 com o Cobreloa

O Paraná confirmou a sua classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores ao empatar por 1 a 1 com o Cobreloa, do Chile, nesta quarta-feira, no Estádio Durival de Britto e Silva, em Curitiba (PR). Lima, aos 28 minutos, abriu o placar para o Paraná e Mannara aos 43 da etapa final, empatou para os chilenos. Esta é a primeira participação do Paraná no torneio intercontinental e o time vai enfrentar agora o Maracaibo, da Venezuela; o Potosí, da Bolívia e o Flamengo, no Grupo 5. A classificação, porém, não foi tão fácil. Com um jogador a menos -Goiano foi expulso no primeiro tempo, após jogada violenta- a maior parte do jogo, o time chegou a sofrer uma pressão dos chilenos, principalmente em lances de Mannara e Rios que arriscavam jogadas individuais e chutes de média distância. Com um esquema 4-4-2, Zetti liberou mais o meia Dinelson que foi o principal destaque da equipe, com lançamentos e passes para os atacantes Josiel e Henrique. Com um a menos, o time voltou para o segundo tempo um pouco mais cauteloso até que Osório fez uma falta violenta em Daniel e também saiu de campo. Empurrado pela torcida, o time cresceu em campo e a situação melhorou aos 28, quando Henrique avançou pela direita e cruzou na medida para Lima, que havia entrado um minuto antes, cabecear e abrir o placar. O Cobreloa sentiu o gol, mas aos 43, Mannara apanhou um rebote e emendou para o gol, a bola ainda desviou em Neguette antes de entrar. Mesmo com o gol, a classificação já estava garantida e a equipe apenas esperou o juiz encerrar a partida. Para o técnico Zetti, o grupo do Paraná mereceu a classificação pelo espírito que demonstrou em campo. "Temos que jogar em função do regulamento, não precisamos sempre jogar bonito. Depois da Copa do Mundo, a Libertadores é a competição mais importante que existe", disse. Segundo ele, o elenco do Paraná mereceu a classificação pela superação nas duas partidas. "Foi um grupo guerreiro que não parou de lutar em momento algum e infelizmente levamos o gol no final, mas o jogo já estava sob controle". Para o meia Dinelson, a prsença de Zetti no comando foi um fator decisivo. "Ele tem a experiência nesta competição, sempre nos passou isso e também sempre esteve ao nosso lado", disse. O Paraná estréia na fase de grupo na próxima quinta-feira, contra o Maracaibo, da Venezuela. Ficha técnica:Paraná 1 x 1 CobreloaParaná - Flavio, André Luiz, Daniel Marques, Neguette e Egídio. Beto, Goiano, Gerson (Joelson) e Dinelson; Henrique e Josiel (Lima). Técnico: Zetti. Cobreloa - Fernando Hurtado, Víctor Osorio, Luis Fuentes, Cristián Olguín e Rodrigo Pérez; Juan González, Cristián Rios (Beausejour), Paredes (Aranquez) e José Luis Díaz; Mannara e Lucas Barrios. Técnico: Gustavo Huerta. Gols - Lima, aos 28 minutos e Mannara, aos 43 do segundo tempo. Árbitro - Antônio Elias (Paraguai). Cartão amarelo - Daniel Marques, Beausejour e Mannara. Cartão vermelho - Goiano e Victor Osório. Público - 14.950 pagantes. Renda - R$ 247.765,00. Local - Estádio Durival de Britto e Silva, em Curitiba (PR).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.