Stephane Mahe / Reuters
Stephane Mahe / Reuters

Paris Saint-Germain confirma que o atacante Neymar será operado

Cirurgia vai ocorrer em Belo Horizonte. Expectativa é que o jogador só volte aos gramados em maio

O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2018 | 16h51

O Paris Saint-Germain confirmou que o atacante Neymar será operado para correção da lesão no pé direito. O clube comunicou sua decisão na tarde desta quarta-feira, em uma nota oficial. O procedimento, segundo o time francês, será realizado no Brasil, pelo médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, com o acompanhamento do cirurgião Gérard Saillant, colaborador da equipe francesa.

A cirurgia vai ocorrer em Belo Horizonte, no Hospital Mater Dei, por indicação de Lasmar. Inicialmente, foi programada para o próximo sábado, mas poderá ser antecipada até mesmo para esta quinta-feira. Isso porque o jogador, seu pai, Neymar da Silva Santos, o Lasmar e o médico francês Gérard Saillant, designado pelo PSG para acompanhar o procedimento, embarcaram ontem à noite em Paris para o Brasil. Devem chegar na manhã desta quinta no Rio de Janeiro, antes de se dirigirem para Minas.

+ Pelé manda mensagem a Neymar: 'Temos uma Copa para vencer'

O brasileiro sofreu uma fissura no quinto metatarso do pé direito na vitória sobre o Olympique de Marselha, no último domingo, pelo Campeonato Francês. "Após um período inicial de tratamento com duração de três dias seguindo os protocolos médicos, a decisão foi tomada em acordo entre o departamento médico do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira", informou o PSG.

Como é de praxe entre os clubes europeus, o PSG não confirmou o tempo de afastamento previsto para Neymar. Certo é que ele não entrará em campo no duelo de volta contra o Real Madrid, dia 6 de março, na França.

A expectativa é que o craque brasileiro volte aos gramados apenas em maio, um mês antes da Copa do Mundo. Assim, ele participaria apenas nas rodadas finais do Campeonato Francês. Ele também poderia estar disponível para as semifinais da Liga dos Campeões, caso o PSG avance na competição.

Por conta da lesão de Neymar, a comissão técnica da seleção chegou a adiar em dez dias a convocação do Brasil para os jogos com a Rússia e Alemanha. Prevista para a próxima sexta-feira, 2, a lista será divulgada apenas no dia 12.

Segundo o coordenador de seleções, Edu Gaspar, há cinco selecionáveis que estão se recuperando de lesão no momento. No entanto, com a cirurgia, Neymar não terá condições de atuar nos amistosos contra Alemanha e Rússia, nos dias 23 e 27 de março, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.